Créditos: Divulgação / AMD

Epic otimiza compilação de Unreal Engine 5 para CPUs Threadripper

Otimização garantiu processos de compilação mais rápidos e eficientes

Segundo postagem no blog oficial da AMD, a Epic Games otimizou as tarefas de compilação de seu novo motor gráfico, Unreal Engine 5, para que ele utilize processadores AMD Ryzen Threadripper de maneira mais eficiente, tornando os processos de compilação bem mais rápidos do que era possível até então com o Unreal Engine 4.

A AMD e a Epic Games vêm trabalhando em parceria direta, e a tech demo do Unreal Engine 5 apresentada ano passado rodando em um PlayStation 5 para demonstrar tanto o novo motor gráfico quanto as capacidades do novo console da Sony foi desenvolvida inteiramente utilizando CPUs Ryzen e GPUs Radeon.

Em nota, o Vice Presidente da Epic Games, Nick Penwarden, afirmou que "utilizando os CPUs Threadripper, foi possível compilar o motor gráfico muito mais rápido do que consguiamos até então. Isso é um enorme aumento de eficiência para o time de engenharia. Quanto menos tempo eles gastam compilando o código, mais tempo eles conseguem investir em desenvover novas funcionalidades, testar novas funcionalidades e melhorar o Unreal Engine 5."

Apesar da otimização refletir apenas nas tarefas de compilação de códigos e não afeta de maneira alguma o desempenho em jogos, não seria surpreendente assumir que futuramente a intenção tanto da AMD quanto da Epic seja aprofundar a parceria de maneira justamente a garantir que desenvolvedores para a nova geração consigam extrair o máximo dos novos consoles desenvolvendo seus jogos com o Unreal Engine 5 e hardwares AMD, lembrando que o Xbox Series X|S também utiliza o SoC customizado da AMD.

- Continua após a publicidade -

O Unreal Engine 5 entrou em Acesso Antecipado ontem e alguém estúdios já confirmaram que títulos futuros serão desenvolvido no novo motor gráfico, como é o caso da The Coalition, da série Gears, e a Ninja Theory que ainda em 2020 já afirmou que a sequência de Hellblade: Senua's Sacrifice seria desenvolvido com o Unreal 5.

É possível que o ganho de desempenho significativo no processo de compilação de códigos pode ser um atrativo para diversos estúdios que tiveram seus calendários de lançamentos afetados no último ano optarem por trabalhar com o novo motor gráfico da Epic Games como forma de otimizar algumas etapas de produção de novos títulos.

Fonte: Tom's HARDWARE, AMD
  • Redator: Daniel Trefilio Carvalho

    Daniel Trefilio Carvalho

    Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.