Créditos: Corsair

Intel Core de 12ª geração deve ter primeiras placas-mãe com conector de 10 pinos

Modelo ATX12VO está aos poucos recebendo apoio de diversas fabricantes
Por Luiz Schmidt 24/05/2021 20:42 | atualizado 16/06/2021 16:40 Comentários Reportar erro

A Intel está tentando aumentar o suporte ao conector ATX12VO com 10 pinos para alimentação de placas-mãe. Desde quando o anúncio foi realizado, em abril de 2020, a Intel enfrentou resistência quanto a implementação da tecnologia, por parte das fabricantes parceiras de placas-mãe e de fontes de energia.

Entretanto, a 12ª geração Intel Core, codinome Alder Lake, deve ter as primeiras placas-mãe com conector ATX12VO de 10 pinos. A ASRock foi a primeira a oferecer suporte ao conector, com a placa-mãe Z490 Phantom Gaming 4SR e com a fonte de alimentação HP1-P650GD-F12S.

Recentemente a ASRock revelou que irá lançar a placa-mãe Z590 Pro 12VO com suporte ao conector. Além disso, o site alemão HardwareLuxx apontou que a ASUS tem uma versão da placa-mãe Prime Z490-S com suporte ao ATX12VO e a empresa também está trabalhando em outra placa-mãe com suporte ao conector de 10 pinos. Empresas como MSI e Gigabyte não anunciaram planos de produtos com suporte ao novo conector de 10 pinos.

Gigabyte anuncia notebooks Aorus com Intel Core 11ª geração de alto desempenho

Gigabyte anuncia notebooks Aorus com Intel Core 11ª geração de alto desempenho
Novos modelos Aorus 15P e Aorus 17G ainda trazem GPUs da série Nvidia RTX 30

A empresa de PSU (Power Supply Unit - Fonte de energia) Seasonic confirmou que a Focus GX650 está de acordo com as novas especificações da Intel, e outros modelos aguardam certificação. Além disso, a Corsair revelou planos para lançar uma fonte de alimentação com conector ATX12V0. Quem possuir uma placa-mãe com conector de 10 pinos e fonte de alimentação padrão, também pode utilizar o cabo adaptador ATX12VO da Corsair.

- Continua após a publicidade -

O novo padrão ATX12VO, proposto pela Intel, busca aumentar a eficiência energética das fontes de computadores e desktop. Testes indicam que o conector pode reduzir o consumo de energia pela metade, principalmente quando o equipamento estiver ocioso.

Para suportar o novo padrão, a fonte não pode ter trilhos de alimentação que não sejam de 12V. Isso quer dizer que tensões maiores, ou menores, do que 12V precisarão ser convertidas pela placa-mãe, ao invés da fonte de energia. Esse processo acaba exigindo maior complexidade das placas-mãe, o que é uma das grandes razões da dificuldade da Intel em conseguir a adoção generalizada do modelo.


Documento vazado pelo site Videocardz indica o tempo de aprovação para o conector de 10 pinos (Créditos: Videocardz)

Além disso, os recentes anúncios são indicativos dos fortes movimentos da Intel. Os processadores Intel Core de 12ª geração devem chegar ainda este ano, e as alterações propostas pela empresa costumam demorar de 4 a 5 meses para serem aprovadas e validadas de acordo com as especificações da Intel.

Fonte: Toms Hardware
Tags
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.