Créditos: Nreal

Epic Games processa empresa Nreal por causa de nome que parece Unreal

Companhia de óculos de realidade aumentada está sendo acusada de violar direitos de marca da Unreal Engine

A Epic Games está travando uma gigantesca batalha judicial contra a Apple, mas também iniciou outro processo recentemente. De acordo com o The Verge, a dona de Fortnite registrou uma ação legal contra a empresa chinesa Nreal. O motivo? O nome da companhia é muito parecido com "Unreal".

Segundo o processo movido pela Epic Games, a companhia com sede na China está violando patentes de marca do motor gráfico Unreal Engine. A Nreal atua no mercado de realidade aumentada e possui planos de lançar seus produtos nos Estados Unidos, o que chamou a atenção da dona de Fortnite.


(Imagem: Nreal/Reprodução)

De acordo com a Epic Games, além do nome parecido, a Nreal também atua em um mercado similar ao da Unreal Engine. A companhia chinesa possui óculos de realidade aumentada para exibir conteúdos 3D e também desenvolveu um software de demonstração para o dispositivo.

Para a Epic Games, isso é suficiente para a Nreal ser considerada uma ameaça para a Unreal Engine. O motor gráfico é um dos mais populares da atualidade e pode ser utilizado na construção de conteúdos 3D como games, filmes animados e produções em realidade virtual e aumentada.

Um detalhe interessante é que os próprios dispositivos da Nreal contam com suporte para conteúdos da Unreal Engine e rodam produções feitas no motor gráfico. Aparentemente, a expansão internacional da companhia chinesa está preocupando a Epic, o que levou ao ataque judicial mais incisivo.

- Continua após a publicidade -

A Nreal pretende trazer seus produtos para os Estados Unidos na segunda metade de 2021 e o processo da Epic surgiu um dia após a companhia lançar um teaser nas redes sociais. Segundo lembra o The Verge, as companhias já travaram uma batalha judicial em 2018, mas a dona de Fortnite aparentemente resolveu ressuscitar a treta após a companhia chinesa demonstrar interesse no mercado ocidental.

No entanto, a disputa de marca não é nada em comparação ao imbróglio judicial entre Epic Games e Apple. Após Fortnite ser retirado da App Store no ano passado, as companhias estão envolvidas em um processo gigante e que está envolvendo grandes nomes do mundo dos games.

Via: The Verge
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.