Apple utilizará super GPU dual core SGX543 para iPad 2 e iPhone 5?!

EstÁ circulando um rumor pela a web dando conta de supostos detalhes em torno do chip por trÁs dos futuros iPhone 5 e iPad 2 da Apple, onde este último traria dentre outras novidades, o dobro de resolução da atual geração.

Vale ressaltar que as informações foram divulgadas pela mesma fonte que antecipou o acordo de licenciamento entre Apple, Imagination Technologies e Samsung para o desenvolvimento da arquitetura base do chip A4 responsÁvel por equipar o iPhone 3GS e o iPhone 4.

De acordo com o rumor, o chip A5 do tipo SoC (System on a Chip) terÁ como uma das grandes estrelas, a GPU PowerVR SGX543, oferecendo praticamente  o dobro de performance que o SGX535 (presente nos iPhones 3GS e 4) de mesmo clock. O SGX543 também suporte o OpenCL, meio utilizado para a computação geral da GPU, mais conhecida como GPGPU.

- Continua após a publicidade -

É bom ressaltar que uma GPU mais poderosa não é sinônimo apenas de aplicações grÁficas mais velozes, como é o caso do processamento de jogos. A qualidade dos streamings de vídeos deverÁ passar por uma considerÁvel melhor, devendo sair de cena, por exemplo, a saída VGA para a entrada do HDMI (ideal para o Apple TV), bem como o suporte de vídeo conferências de melhor e maior qualidade com FaceTime .

A fonte revelou ainda que a Apple não irÁ utilizar apenas uma GPU mais moderna.  A companhia deverÁ ainda uma segunda unidade no chip, graças ao robusto projeto do SGX543. Ao que parece, a companhia deverÁ utilizar um chip personalizado, chamado SGX543MP2, trazendo assim não um, mas dois núcleos. Desta forma, o A5 tem, em tese, um poder computacional cerca de 4 vezes superior que o A4, pelo menos em se tratando de processamento grÁfico e de vídeo.

Ao que se sabe, o SGX543 fora projetada para lidar com um nível de paralelismo com até 16 cores/SPs, de uma maneira transparente para o software de nível superior, significando que as aplicações não necessitam serem reescritas especificamente para tirar proveito do aumento da quantidade de cores/SPs. O chip conta com um gerenciamento de core inteligente que determina automaticamente a quantidade de cores/SPs disponíveis, acelerando assim as tarefas grÁficas pela distribuição das tarefas entre os núcleos disponíveis.

Especula-se que a Sony utilizarÁ a mesma arquitetura de múltiplo core do SGX543 no aguardado PlayStation Portable 2.

Outra evolução no A5 serÁ na CPU. SairÁ de cena o ARM Cortex-A8 para a entrada de um processador mais moderno, o Cortex-A9, o mesmo utilizado, por exemplo, no TI OMAP 4 (PlayBook da RIM) e no Tegra 2 (Optimus 2X da LG, tablet Xoom e o smartphone Atrix, ambos da Motorola, além dos netbooks Slider e Transformer da Asus). Contudo, dentre outras diferenças, enquanto que o A5 utiliza a GPU SGX543, o TI OMAP 4 utiliza o SGX540 e o Tegra 2 uma GeForce de baixo consumo (ULP).

- Continua após a publicidade -

Entrando na polêmica dos números... enquanto que o A4 (GPU SGX535) processa 28 milhões de polígonos por segundo, o OMAP 4430 (GPU SGX540) 40 milhões de polígonos por segundo e o Tegra 2 (GeForce) 71 milhões de polígonos por segundo, o A5 (SGX543) é capaz de processar 112 milhões de polígonos por segundo, ou seja, quase 60% mais do que o badalado chip da NVIDIA.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.