Créditos: Reprodução

Seis funcionários deixam equipe responsável por Google Stadia; entenda

Após saida de Jade Raymond, outros profissionais vão para o Haven Studios
Por Guilherme Pinheiro 05/05/2021 18:21 | atualizado 05/05/2021 19:05 Comentários Reportar erro

No início deste ano, uma das responsáveis pela criação da franquia Assassin's Creed, Jade Raymond, deixou a equipe de desenvolvimento do Google Stadia para fundar a sua própria companhia focada na criação de novos títulos: Haven Studios.

Seguindo a tendência, outros dois grandes nomes chamam atenção nesta nova leva que deixou a equipe do Stadia: Sebastien Puel, antigo diretor-geral, e Corey May, que também participou da criação da franquia Assassin's Creed juntamente com Jade.

Além dos já mencionados, ainda temos Jonathan Dankoff, Pierre-Marc Bérubé, Erwann Le Rouzic e Francis Denoncourt, entre os envolvidos nessa troca de estúdios.

O Haven Studios, cada vez mais, conta com nomes respeitados na indústria de videogames; contudo, ainda não anunciaram, oficialmente, um novo jogo em produção.

- Continua após a publicidade -

De toda forma, a Sony resolveu investir, e está ajudando financeiramente na concepção do título de estreia - sem ainda informações adicionais mais detalhadas.

Apenas relembrando outro caso recente, o antigo vice-presidente da divisão Stadia, John Justice, deixou o Google após dois anos de casa.

Com todas essas notícias negativas para a plataforma de jogos por streaming, o serviço encontra, cada vez mais, dificuldades para se consolidar em um mercado extremamente competitivo e com nomes tradicionais, como Nintendo, Sony e Microsoft.

Apesar de, desde o seu lançamento, em novembro de 2019, a equipe responsável pelo Stadia esteja tentando, ativamente, criar sua própria marca registrada, com uma experiência pouco explorada em consoles atuais, ou mesmo em computadores, a companhia está enfrentando severas dificuldades para desenvolver seus jogos exclusivos.

- Continua após a publicidade -

Mesmo com investimentos milionários, como disponibilizar Red Dead Redemption 2 e Cyberpunk 2077 no seu acervo, o público relata que a interface apresentada para o usuário, mesmo após completar 1 ano de mercado no fim de 2020, demorou demais para oferecer uma simples barra de pesquisas.

A plataforma ainda não está disponível no mercado brasileiro oficialmente - e segue sem uma previsão.

Fonte: meups.com.br, pcgamer.com
Assuntos
  • Redator: Guilherme Pinheiro

    Guilherme Pinheiro

    Formado em jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Fã de videogames desde os 6 anos de idade, sendo o seu hobby preferido desde então. Passou por diversas gerações de consoles, do NES até o PlayStation 5.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.