AT&T perderá 1 a cada 4 clientes com iPhone para a Verizon

A chegada do iPhone, até então exclusividade da AT&T, na operadora Verizon pode não significar muito para nós brasileiros, mas deve alavancar ainda mais as vendas do smartphone na Apple e incentivar a concorrência nos Estados Unidos.

Quem não deve ficar nada feliz com isso é a AT&T, que perderÁ um em cada quatro clientes donos de iPhones. De acordo com uma pesquisa divulgada pela ChangeWave realizada com quatro mil americanos, 26% dos usuÁrios de iPhone da operadora afirmaram que irão mudar para a Verizon.



Muitos americanos reclamam da cobertura da AT&T, no padrão GSM. Inclusive, hÁ quem atribua ao serviço a culpa pelo caso "antennagate", ou seja, nas quedas de sinal ao segurar o aparelho de determinada forma.

A Verizon, por outro lado, é conhecida por oferecer uma melhor cobertura, embora opere em CDMA, o que traz algumas desvantagens. Não é possível, por exemplo, receber dados e voz ao mesmo tempo. Alguns sites, como o Slashgear, apontam uma vantagem: aparentemente, o smartphone da Apple não sofre com as quedas de sinal na rede da Verizon.

De acordo com o Computerworld, entre as quatro maiores operadoras dos Estados Unidos (AT&T, Sprint, T-Mobile e Verizon), a AT&T e a T-Mobile são as que têm a maior porcentagem de clientes que afirmaram ter planos de mudar de operadora em 90 dias. Nelas, a taxa é de 15%, contra 10% da Sprint e apenas 4% da Verizon.

Ainda Segundo o site, Paul Carton, diretor de pesquisa na ChangeWave, afirmou que a saída de clientes da AT&T tem aumentado, o que é "diretamente associÁvel ao lançamento do iPhone na Verizon." Os aparelhos CDMA começam a ser vendidos em 10 de fevereiro, com preços idênticos aos praticados pela concorrente: US$199 para a versão de 16GB e US$299 para o modelo de 32GB, com contrato de dois anos.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.