Créditos: Crucial

Mais uma empresa anuncia memórias DDR5, que chega ainda em 2021

Empresa americana Crucial entra no mercado com módulos UDIMM e SODIMM, com frequências de 4.800Mhz
Por Luiz Schmidt 30/04/2021 11:46 | atualizado 30/04/2021 11:47 Comentários Reportar erro

Depois de empresas chinesas anunciarem a produção de memórias DDR5, foi a vez da americana Crucial, de propriedade da Micron, anunciar que está produzindo memórias com o novo padrão que deve ganhar força em 2022, apesar das primeiras plataformas chegarem ainda em 2021. Como esperado, os módulos DDR5 serão lançados em formatos para desktop e notebook, e serão compatíveis com futuros sistemas, já que ainda não existe nenhuma placa-mãe comercial com suporte a memórias com esse novo padrão.

Os módulos de 32GB para laptop SODIMM operam com tensão de 1.1V e frequência de 4.800MHz. Já o módulo desktop UDIMM, também apresenta tensão 1.1V e frequência de 4.800MHz, mas possui uma quantidade menor de chips por módulo, resultando em uma capacidade de 8GB.

Fabricante chinesa promete memórias DDR5 com frequência de 10.000MHz.

As memórias DDR5 apresentam latência CAS (Column Address Strobe) de 40 ciclos, o que parece ser o padrão até o momento para DDR5. Recentemente as fabricantes chinesas Jiahe Jinwei e Netac Technology iniciaram a produção em massa de memórias DDR5, com especificações similares as da empresa americana. Os módulos de memória produzidos neste momento pelas fabricantes chinesas são de 32GB com tensão de 1.1V e frequência de 4.800MHz. Entretanto, a fabricante chinesa Netac Technology está prometendo memórias DDR5 com frequência de 10.000MHz, no futuro.


Foto dos cases das módulos DDR5 de 8GB para desktop e de 32GB para laptop (Créditos: Crucial)

- Continua após a publicidade -

A tecnologia DDR5 irá aprimorar frequências, garantindo eficiência energética, assim como largura de banda maior. Controladores integrados de energia, reduzem perdas e também aumentam o potencial de overclock. Segundo o site Tomshardware, os módulos DDR5 da Crucial chegarão ao mercado primeiro com a clássica placa de circuito impresso verde, obrigando entusiastas a aguardar módulos de memória DDR5 top de linha, que devem vir equipados com iluminação RGB e dissipadores de calor mais sofisticados.

A frequência de 4.800MHz terá suporte para os processadores Intel de 12ª geração, Alder Lake. Os novos processadores Intel devem chegar no mercado com até 16 núcleos, no último trimestre de 2021. Enquanto isso, espera-se que a arquitetura Zen4 da AMD também ofereça suporte a tecnologia DDR5, porém até o momento não temos nenhuma confirmação oficial da AMD sobre o assunto.

Fonte: Videocardz, Toms Hardware
Tags
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.