Créditos: Divulgação / Electronic Arts

Segundo documentos vazados EA estaria induzindo compra de lootbox em FIFA UT

Documento aponta para estratégias que podem induzir ao vício

De acordo com documentos confidenciais vazados por uma fonte anônima, a Electronic Arts teria como estratégia de mercado para FIFA 21 mecânicas que intencionalmente poderiam induzir ao vício em jogos de azar.

Não é a primeira vez que jogos da Electronic Arts estariam envolvidos em polêmicas em torno do uso de loot boxes como forma de monetização interna. Star Wars Battlefront 2, a época de seu lançamento, tinha muito da progressão da conta e liberação de personagens para o modo multijogador limitados de forma que a utilização das loot boxes, adquiridas com dinheiro real em sua maioria, fosse quase obrigatória.

No caso de Starwars Battlefront 2, ainda que a limitação fosse relacionada apenas à diversão do jogo, ela não influenciava na campanha e, por não haver um cenário competitivo forte como outros jogos de tiro, a barreira não tinha muita influência no meta-jogo, algo que é consideravelmente diferente em se tratando de FIFA 21.

FIFA 21 é um dos jogos de futebol com cenário dos esports, e o modo FIFA Ultimate Team, além de ser o principal modo competitivo do jogo, é o único que oficialmente entra nesse cenário. As loot boxes de FIFA são a única forma que tanto atletas profissionais como o jogador padrão de FIFA conseguiriam adquirir os melhores jogadores para compor equipes altura dos torneios oficiais.

- Continua após a publicidade -

Os documentos vazados da Electronic Arts, e marcados como "privilegiados e confidenciais", apontam que a estratégia de marketing da EA para FIFA 21 é montada para intencionalmente induzir os jogadores a comprarem as loot boxes para competir no modo Ultimate Team. Não apenas a divulgação em torno do jogo enfatiza nisso, mas as mensagens internas do jogo também afunilam a navegação do jogador levando fatalmente ao jogo.

Uma das estratégias descritas no documento usa de sistemas com estímulos visuais e ferramentas, próprias de caça-níqueis e os jogos japoneses gachapon, de oferta de amostras grátis por recompensas que podem induzir pessoas suscetíveis a vícios em jogos de azar.

- Continua após a publicidade -

Um porta-voz da EA afirmou que o documento, além de confidencial, estaria sendo divulgado retirado de contexto e reforçou que todos os jogos da empresa podem ser jogados sem que haja qualquer necessidade de gasto de dinheiro além do valor do título, mas claramente, a necessidade de adquirir jogadores via microtransações para participar do modo competitivo aponta para o contrário.

Tanto Brasil quanto outros países já vem estudando formas de proibir ou ao menos melhor regulamentar jogos eletrônicos com sistemas predatórios de monetização interna, mas até o momento a medida legislativa ainda não a votação.

 

Fonte: PC Gamer
Tags
  • Redator: Daniel Trefilio Carvalho

    Daniel Trefilio Carvalho

    Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes.

Em jogos single-player como Resident Evil Village, você prefere:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.