Créditos: Nvidia

CEO da Intel reage ao CPU Grace da NVIDIA

Processador deve competir com Intel, mas Pat Gelsinger não parece preocupado
Por Luiz Schmidt 14/04/2021 17:26 | atualizado 14/04/2021 17:28 Comentários Reportar erro

A Nvidia anunciou o processador NVIDIA Grace, nesta segunda-feira, dia 12. A CPU para servidores e supercomputadores terá tecnologia ARM. O que não é nenhuma surpresa, já que a NVIDIA comprou a empresa ARM.

Notícia original no site Pc Gamer

Pat Gelsinger, CEO da Intel, não se mostrou muito preocupado com a revelação. "Claramente, eu diria que a ideia de CPUs é a origem da Intel. Estamos construindo agora IA dentro dos processadores e esperamos partir para o ataque e não ficar na defensiva", Gelsinger comentou em entrevista para o site Fortune.

NVIDIA COMPRA a ARM: entenda o que MUDA com essa MEGA AQUISIÇÃO

NVIDIA COMPRA a ARM: entenda o que MUDA com essa MEGA AQUISIÇÃO
Entenda o que essa movimentação representa para a indústria

Entretanto, o processador Grace tem até 900GB/s de largura de banda entre CPU e GPU, via NVlink. O que, segundo a NVIDIA, facilita cargas de trabalho avançadas com mais de 1 trilhão de parâmetros. 

A NVIDIA acredita que o processador Grace tem a capacidade de "reestruturar a arquitetura do Data Center", para um segmento de nicho da computação. A empresa afirma que continuará a oferecer suporte para todas CPUs, e que a Grace foi desenvolvida para trabalhar em conjunto com GPUs NVIDIA, removendo problemas de grandes modelos complexos de IA e HPC (High Performance Computing).

- Continua após a publicidade -

Processador Intel Sapphire Rapids terá 56 núcleos e até 80 canais PCle 5.0

Processador Intel Sapphire Rapids terá 56 núcleos e até 80 canais PCle 5.0
Nova geração de processadores Intel para servidores oferece suporte DDR5 e 64GB de memória HBM2e

Enquanto isso, a Intel anunciou os novos processadores para servidores, codinome Sapphire Rapids, com 56 núcleos, até 80 canais PCle 5.0, suporte para DDR5 e 64GB de memória HBM2e. Além disso, lançou Xeon Scalable de 3ª geração, codinome Ice Lake, com 10 nm. "Com o Ice Lake, temos expansões extraordinárias na capacidade da Inteligência Artificial. A NVIDIA está respondendo a gente, e não o contrário. Claramente, essa ideia de CPUs melhoradas por IA é um terreno onde a Intel é lider com folga", comentou Pat Gelsinger.

Se acreditarmos completamente nos comentários do CEO, a Intel não parece preocupada com os avanços da NVIDIA, e nem a recente aquisição da ARM. Mas dentro de alguns anos, não temos garantia que esse panorama não irá mudar drasticamente e que logo as duas empresas comecem a competir no mercado de processadores.

Via: PC Gamer
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.