Créditos: Samsung/Divulgação

Mercado de PCs mostra crescimento no início de 2021, de acordo com IDC

Apesar de problemas de produção e logística, a venda de computadores permaneceu em alta

A International Data Corporation (IDC) compartilhou na última sexta feira (9) um artigo mostrando que as vendas globais de computadores como notebooks, desktops e estações de trabalho cresceram 55.2% no primeiro trimestre de 2021, em relação ao mesmo período no ano passado. Apesar da crise de produção de componentes e logística gerados pela pandemia, também houve um aumento significativo pela demanda de computadores.

Além disso, quando comparamos o primeiro semestre de 2021 com o último trimestre de 2020, podemos ver uma modesta queda de 8% no comércio mundial de PCs. A queda de vendas nesse período é comum em todos os anos, mas o IDC aponta que não houve uma redução tão pequena desde o primeiro trimestre de 2012 (7.5%)

Veja abaixo uma tabela montada pela IDC que mostra o aumento das vendas mundiais analisados pela instituição, que destacou que o comércio de tablets ou servidores x86 não foram consideradas nessa análise, apenas computadores de mesa, notebooks e workstations.


Imagem: IDC

Não há dúvidas que no início de 2021 a demanda de PCs era alta para empresas, consumidores e educação.

- Continua após a publicidade -

-Ryan Reitch, vice presidente da Wordwide Mobile Device Trackers da IDC

Além dessa afirmação Reitch também fez outras declarações:

 "(...) uma mudança fundamental ocorreu para PCs, que resulta em uma perspectiva mais positivas para os anos seguintes. Todos os três seguimentos - corporações, educação e consumidores - estão experienciando uma demanda que nós não esperávamos que ocorresse (...). A escassez de componentes provavelmente será um assunto na maior parte de 2021, mas a questão mais importante deveria ser como será a demanda por PCs em 2-3 anos."

 "(...) uma mudança fundamental ocorreu para PCs, que resulta em uma perspectiva mais positivas para os anos seguintes. Todos os três seguimentos - corporações, educação e consumidores - estão experienciando uma demanda que nós não esperávamos que ocorresse (...). A escassez de componentes provavelmente será um assunto na maior parte de 2021, mas a questão mais importante deveria ser como será a demanda por PCs em 2-3 anos."

Portanto, vale lembrar que atualmente esse grande crescimento da demanda por computadores não tem origem apenas no seguimento gamer, mas também em diversas frentes que passaram a depender muito mais desses dispositivos graças à pandemia. 

No entanto, sabemos bem que tanto essa alta demanda quando os problemas de produção estão afetando sensivelmente os preços de PCs e componentes. Talvez as GPUs sejam as mais afetadas nesse aspecto, mas até periféricos como webcams e headsets também sofreram desse efeito.

- Continua após a publicidade -

Por fim, também vale destacar que a IDC também compartilhou um gráfico mostrando como algumas das marcas de computadores se estabeleceram entre os consumidores ao longo de 2020 e o início de 2021.


Imagem: IDC

Via: TechPowerUp Fonte: IDC
Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Amorim

    Diego Amorim

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.