Créditos: Reprodução/AMD

AMD Ryzen 7000 “Raphael” deve trazer a arquitetura Zen4, 5nm e gráficos integrados Navi2

Geração deve estrear o novo socket AM5 e chegará ao mercado em 2022

Ainda estamos no começo de 2021, entretanto, já temos os primeiros rumores referente a futura geração de processadores da AMD para 2022. De acordo com uma imagem vazada pelo usuário do Twitter @sepeuwmjh, a 7ª geração de CPUs da AMD terá o codinome “Raphael” e deve chegar com algumas novidades interessantes para os usuários.

A imagem em questão está ligada com um possível roadmap vazado pelo leaker MebiuW em agosto de 2020, que apresentava os codinomes e novidades que os processadores da AMD trariam ao longo dos próximos anos. A imagem não apresentava todo o roadmap, com algumas partes ainda escondidas, que segundo o leaker, seriam reveladas em um momento oportuno.

Entretanto, recentemente o usuário @sepeuwmjh possivelmente trouxe mais um pedaço desse "quebra-cabeça", revelando as novidades da geração "Raphael", que deve ser lançada em 2022. Segundo a imagem, os futuros Ryzen 7000 chegariam com a nova arquitetura Zen4, que seria baseada na microarquitetura de 5 nm, e sucederá à geração Warhol, que deve ser lançada neste ano como sucessora da atual linha de processadores Vermeer (Ryzen 5000).

Uma das grandes novidades para essa futura geração estaria na presença dos gráficos integrados baseados na arquitetura Navi2, onde todos os processadores Ryzen 7000 contariam com uma iGPU. Isso significaria que os compradores desses futuros processadores da AMD não serão mais obrigados a ter uma placa de vídeo dedicada para utilizarem seus computadores, além de abrir novas possibilidades para a montagem de setups ITX mais potentes.

- Continua após a publicidade -

Algo que já é confirmado pela própria AMD está na atualização do socket, que após 6 anos, passará do atual AM4 para AM5 com os Ryzen 7000 "Raphael". Segundo o roadmap, também devemos ver a chegada do PCIe 5.0 e a mudança da plataforma para as memórias DDR5, possivelmente se tratando de uma das maiores mudanças na linha Ryzen em muitos anos.

Já para esse ano, a AMD deve apresentar a arquitetura Zen3+ (nome não oficial), com rumores apontando para o lançamento da nova geração de processadores Threadripper e um refresh dos Ryzen 5000 (possivelmente se chamando Ryzen 6000). Essa arquitetura deve trazer um refinamento no processo de fabricação, com a AMD passando a trazer CPUs em 6 nm, porém, com a atual falta de silício por conta da alta demanda do mercado e da pandemia da COVID-19, esses planos ainda podem sofrer alterações.

Via: Videocardz, WCCFTech
  • Redator: Pedro Henrique

    Pedro Henrique

    Formado em Informática e tecnólogo em Jogos Digitais, amante de games (principalmente os de corrida), curte uns hardwares e assim como Pink e o Cérebro, buscando o plano para dominar o mundo.

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.