Créditos: Tech Briefly

Intel pode renomear a litografia de seus nódulos por conta de marketing

A fabricante não quer que seus produtos sejam percebidos como inferiores em relação à TSMC

De acordo com o Oregon Live, funcionários da Intel afirmaram que a empresa deve mudar a forma como se referem ao tamanho de suas arquiteturas no futuro. Isso porque a fabricante passou muito tempo desenvolvendo nódulos de 10 nanômetros e acabou ficando "para trás" em relação a concorrentes como a TSMC, que hoje produzem chips com arquitetura de 5nm.

A Intel passou muitos anos para desenvolver uma arquitetura em 10nm, prometendo que ela traria diversos avanços para as suas CPUs mas que parecia quase impossível de produzir. Prova disso é que a recém chegada 11ª geração Rocket Lake-S ainda é feita em 14nm, e apenas a 12ª geração Intel Core deve finalmente conta com uma arquitetura de 10nm.

Wafer TSMC
Wafer de 5nm da TSMC (Imagem: TSMC)

No entanto, mesmo que esse ano a fabricante consiga alcançar os tão esperados 10nm, ela ainda fica "atrás" de competidoras como a TSMC que atualmente produz nódulos em 5nm. Até então a Intel sempre destacava que uma litografia menor não necessariamente significa um componente de melhor qualidade, mas agora a empresa deve mudar a nomenclatura de seus nódulos por conta do efeito que isso causa no marketing da empresa.

É de conhecimento geral na indústria que há uma inconsistência e uma confusão na nomenclatura de nanômetros, e isso não reflete as últimas inovações na perspectiva dos transistores.

- Chelsa Hughes, porta-voz da Intel

- Continua após a publicidade -

A mudança de nomenclatura é necessária, de acordo com a empresa, para diminuir a noção do mercado que seus processadores são menos eficientes que os da concorrência apenas pela litografia. Em 2023, por exemplo, enquanto a Intel planeja trabalhar com nódulos de 7nm, a TSCM já deve estar produzindo-os em 3nm+. 

No entanto, ainda não sabemos como a nova nomenclatura será feita, e também não há confirmação por parte da empresa que haverá mudança de fato, já que a sua liderança pode acabar desistindo da ideia futuramente. 

Se você quiser saber mais sobre a 11ª geração de processadores Intel Core de codinome Rocket Lake-S, você pode acessar a nossa análise completa do Core i9-11900K e do Core i5-11600K. Você também pode acessar o vídeo abaixo para saber as nossas impressões mais gerais da geração:

Via: TechPowerUp Fonte: Oregon Live
Tags
  • Redator: Diego Amorim

    Diego Amorim

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.