Créditos: stacksmashing

Veja um Game Boy original minerando Bitcoin!

Com a ajuda de uma Raspberry Pi, portátil de 1989 entra na onda do momento

Foi-se o tempo em que a graça era colocar qualquer eletrônico pra rodar Doom. A moda agora é minerar criptomoedas em qualquer dispositivo que alguém consiga encontrar. E, pra levar isso além, o canal "stacksmashing" no YouTube colocou nada menos que um Nintendo Game Boy original para minerar Bitcoin. E mostrou como fez em vídeo:

O que você vê no vídeo acima é um console portátil de 1989 sendo capaz de resolver um bloco no processo de mineração de Bitcoin, a criptomoeda mais valiosa da atualidade.

Claro que pra conseguir uma proeza dessa foi necessário um trabalho de modificação em cima do Game Boy. A começar pelo simples fato de que o console não tem acesso à internet - afinal, quando foi lançado a rede mundial de computadores ainda não estava disponível para uso em computadores e vídeo games domésticos.

Para conseguir, então, acesso à internet no Game Boy - indispensável no processo de mineração - o modder usou uma Raspberry Pi, que por sua vez foi conectada ao console através de uma SPI (Serial Peripheral Interface), afinal o portátil também não é famoso por uma variedade de conexões.

Mas é interessante que "stacksmashing" conseguiu fazer todo o processo da maneira menos invasiva possível, sem abrir o Game Boy e basicamente transformar ele num mini-PC ou algo do tipo pra conseguir minerar.

- Continua após a publicidade -

É claro, óbvio e evidente que o pequeno Game Boy com um processador Sharp LR35902 de 8-bit não tem o melhor hash rate do mundo. Na verdade deve ter o pior de todos. Aparentemente são apenas 0,8 hashes por segundo, o que o TweakTown calcula ser 125 trilhões mais fraco que uma mineradora ASIC. Trilhões, com doze zeros depois do 125.

A ideia aqui não é sugerir uma nova opção viável para minerar criptomoedas e ficar rico. É apenas mais um daqueles exercícios curiosos de programação que a pessoa faz pra testar as próprias capacidades e a gente vê pra prestigiar. Que nem rodar Doom numa impressora ou Windows XP num smartwatch.

Fonte: TweakTown, YouTube
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.