Créditos: Divulgação: Intel

Meteor Lake, primeiro CPU de 7nm da Intel será lançado em 2023

O sucessor do Alder Lake é o primeiro a utilizar tecnologia Foverus para empilhar componentes
Por Luiz Schmidt 25/03/2021 13:24 | atualizado 25/03/2021 15:48 Comentários Reportar erro

Aparentemente a Intel, finalmente, conseguiu resolver os problemas que vinha encontrando na nova geração de processadores de 7nm, que causaram atrasos de quase um ano nos planejamentos da empresa. Durante o evento Intel Unleashed: Engineering the Future, o novo CEO da Intel Pat Gelsinger anunciou que o Meteor Lake, primeiro CPU para desktops de 7nm da Intel, chega aos consumidores em 2023.

O CEO revelou que a nova CPU entrou em fase de "Tape In", parte no processo onde os diferentes componentes são posicionados juntos pela primeira vez, antes de entrar no processo final de manufatura. Além disso a empresa aproveitou para anunciar que a CPU para servidores Granite Rapids de 7nm chega no mesmo ano.


(Créditos: Intel)

Especula-se que o Meteor Lake seja construído com uma combinação dos núcleos Ocean Cove e Gracemont, seguindo o mesmo arranjo híbrido encontrado no Alder Lake. Entretanto o Meteor Lake será o primeiro processador de desktop a utilizar a tecnologia Foverus de empilhar componentes, consumindo menos espaço, energia e favorecendo a comunicação entre os chips. Gelsinger afirma que essa é a vantagem competitiva que o Meteor Lake traz ao mercado. 

A Intel revelou que o atraso aconteceu devido a problemas nos processos de manufatura. A empresa focou em processos de manufatura EUV (Extreme Ultraviolet Litography) para reorganizar processos e simplificar o fluxo de manufatura.


(Créditos: Intel)

- Continua após a publicidade -

Mesmo assim a Intel relatou irá terceirizar parte de produção das CPUs com a empresa TSMC, empresa taiwanese de semicondutores. Além disso os atrasos na produção farão com que a Intel precise competir com produtos mais avançados de concorrentes como a AMD.

A previsão de lançamento do Meteor Lake, talvez seja preocupante para a Intel, afinal a AMD espera lançar o concorrente EPYC Genoa de 5nm antes do fim de 2022. Essa é, também, a possível razão para a Intel terceirizar a produção de componentes com a TSMC.

Enquanto o modelo Meteor Lake não chega, você pode conferir um mais do Alder Lake e como a Intel pretende bater a AMD.

Fonte: Toms Hardware, PC Gamer
Tags
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.