Créditos: Bethesda

Microsoft pode usar motor gráfico de DOOM Eternal em mais games da Xbox Game Studios

Após a compra da Bethesda, Phil Spencer comentou sobre o potencial da engine id Tech 7, que suporta jogos em até 1000 fps

A Microsoft comprou a Bethesda para aumentar seu catálogo de jogos próprios e impulsionar o Game Pass, mas a aquisição também inclui as tecnologias da companhia, incluindo o motor gráfico id Tech 7, usado em DOOM Eternal. Em entrevista recente, Phil Spencer, o chefe da Xbox, comentou sobre o potencial da engine e possibilidades para o futuro.

O executivo disse que é apaixonado pela abordagem da Bethesda com o motor gráfico. Apesar de ser utilizado primeiramente em DOOM, outros estúdios da Zenimax também colaboram no desenvolvimento e utilizam tecnologia em suas produções, como é o caso da Machine Games com Wolfenstein.


(Imagem: Xbox)

Phil Spencer comentou que pensa em um "outro nível" para essa relação. Segundo o executivo, a id Tech 7 pode ser aplicada em outros jogos das produtoras que fazem parte da Xbox Game Studios.

"Eu penso no próximo nível, o que podemos fazer dentro da empresa com a id Tech, que é um dos melhores motores gráficos do mundo", disse Phil Spencer. "Torná-lo uma ferramenta para muitos desenvolvedores utilizarem e darem vida a sua visão." 

Caso o desejo de Phil Spencer se realize, a id Tech 7 pode receber uma abordagem similar ao motor gráfico Frostbite na EA Games. Antes utilizado somente nos jogos da série Battlefield, a engine desenvolvida pela DICE ganhou investimentos da Eletronic Arts e se tornou um padrão da publisher, aparecendo em jogos de diversos gêneros, desde FIFA até Need for Speed.

- Continua após a publicidade -

A id Tech já tem bastante renome no mercado e sua versão mais recente ganhou destaque no ano passado pelo seu poder. A tecnologia permite criar jogos que rodam em até 1000 frames por segundo e a Bethesda até conseguiu fazer DOOM Eternal funcionar nessa taxa de quadros com um overclock monstruoso no PC.

Via: Tweaktown
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.