Autoridades apreendem um total de 1,6 milhão de CDs piratas

O número de operações em combate à pirataria cresceu 10% em relação a 2009, com 730 ações feitas nos principais centros comerciais de todo o país e mais de 1,6 milhão de mídias ilegais capturadas.

Somente em relação aos CDs apreendidos, o número aumentou 42% em 2010, de acordo com dados da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) e da ESA (Entertainment Software Association).


 "Ao longo do ano pudemos acompanhar o trabalho realizado por todas as esferas da polícia e, sem dúvida, temos percebido que o crime de pirataria têm sido tratado com atenção extra", observa Antônio Eduardo Mendes da Silva, coordenador do Grupo de Defesa da Propriedade Intelectual da ABES. Ele destaca que São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu foram as regiões com maior volume de mídias retiradas de circulação.

O monitoramento da venda de produtos falsificados na Internet também ganhou reforços: em 2010, foram retirados do ar 345 sites destinados a essa finalidade, número 10% superior ao registrado em 2009, além de 17,7 mil anúncios. Silva lembra que esse trabalho vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos anos e ressalta algumas parcerias, como com o Mercado Livre, e a participação em reuniões promovidas pelo Ministério da Cultura, para "estudar um modelo adequado de regulamentação do uso da Internet no país."

Segundo o executivo, um dos grandes destaques do ano também estÁ relacionado ao trabalho conjunto feito com outras entidades e com o CNCP (Conselho Nacional de Combate à Pirataria), APCM (Associação Antipirataria Cinema e Música) e o BPG (Grupo de Proteção a Marca). "Para nós é muito claro que somar esforços é o meio mais eficaz de conseguirmos resultados sólidos no combate à pirataria", afirma.

A iniciativa de treinamento feito para agentes públicos de todo o Brasil, durante o ano que passou, percorreu dez praças: Guarulhos, Fortaleza, Florianópolis, Brasília, cascavel, Vitória, Campinas, Curitiba, Belo Horizonte e São Luiz, capacitando 686 policiais e 395 estudantes universitÁrios.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.