Créditos: Divulgação/Nvidia

Mineração através de GPUs gamers deve deixar de ser rentável, afirma JPR

Mudança na arquitetura da rede Ethereum tornaria operação menos atrativa
Por Odir Brüggmann Filho 10/03/2021 15:21 | atualizado 10/03/2021 15:24 Comentários Reportar erro

Um relatório da JPR, consultoria especializada no mercado de GPUs, afirma que placas de vídeo de ponta devem se tornar obsoletas para mineração em breve.

Segundo o estudo, a mudança da arquitetura Ethereum para versão 2.0 derrubará os rendimentos, tornando a mineração comercial com placas de alto consumo energético algo inviável.

Passando do sistema Proof-of-work (PoW) para Proof-of-Stake (PoS), a moeda digital pretende se tornar mais eficiente e depender menos de energia elétrica.

A medida é importante para evitar situações como a do Irã, onde fazendas de mineração passaram a causar queda de energia.

A transição completa para o novo sistema, entretanto, está agendada para ocorrer em 2022, caso não haja imprevistos.

"Ethereum, a criptomoeda mais adequada para mineração por GPUs, caminhará para a versão 2.0 muito em breve, tornando as placas de vídeo obsoletas. Um pessoa teria de ser muito insensata para investir hoje em uma GPU de alto nível, com alto consumo de energia, para minerar criptomoedas."

"Ethereum, a criptomoeda mais adequada para mineração por GPUs, caminhará para a versão 2.0 muito em breve, tornando as placas de vídeo obsoletas. Um pessoa teria de ser muito insensata para investir hoje em uma GPU de alto nível, com alto consumo de energia, para minerar criptomoedas."

- Continua após a publicidade -

(Jon Peddie, Presidente da JPR)

(Jon Peddie, Presidente da JPR)

O estudo ainda apontou para mais um aumento nas vendas do setor. O ano de 2020 foi marcado por aumento no consumo de produtos de vídeo movido por trabalho remoto e popularidade de games, e o último trimestre não foi diferente.

As vendas de GPU aumentaram 20,5% em relação ao trimestre anterior. Grande parte desse aumento está na conta da mineração de criptomoedas, especialmente na rede Ethereum.

O resultado disso foi a falta de hardware para usuários comuns. Além de sugar o estoque de placas de vídeo AMD e Nvidia, mineradores passaram a comprar também notebooks com RTX 30 intalada de fábrica.

- Continua após a publicidade -

(Mineração de criptomoedas em Kosovo - Créditos: Reprodução/Hazir Reka/Reuters)

A nova situação, se ocorrer de fato, pode tornar os esforços recentes das fabricantes de GPU desnecessários.

Tanto AMD quanto Nvidia parecem estar trabalhando em hardwares atrativos para mineração, garantindo que suas placas de vídeo gamers continuem disponíveis para o público.

Via: techradar Fonte: Jon Peddie Research
  • Redator: Odir Brüggmann Filho

    Odir Brüggmann Filho

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.