Créditos: Reprodução / Videocardz

Asus pode trazer Thunderbolt 4 para placas AMD

Padrão até então exclusivo de chipsets intel estreia em placas AMD em placa de entrada

Asus pode estar se preparando para introduzir Thunderbolt 4 a placas de entrada compatíveis com processadores AMD, expandindo as possibilidades de conectividade para um formato até então exclusivo de processadores Intel.

Em postagem no Reddit, um gerente de marketing da ASUS divulgou informações sobre uma placa mãe de entrada para chips AMD, a ASUS ProART B550-Creator, voltada para nichos profissionais e criadores de conteúdo.

A nova placa seria a primeira placa para chipsets AMD a utilizar a porta proprietária da Intel em parceria com a Apple que permite não apenas taxas de transferências bem maiores que portas USB, mesmo as mais novas limitadas a 10 Gbps, além da transferência de até 40 Gbps e permitir conexão com até dois monitores 4k ou um monitor 8k, ela apresenta a possibilidade outra infinidade de portas de expansão que permitirão aos usuários acoplar uma quantidade maior de componentes externos a um mesmo hub Thunderbolt, desde que o hub disponha das portas.

A nova ASUS ProART B550 segue o mesmo design simplista da ASUS Z490 da mesma linha mas com chipset Intel, com alimentação da CPU via conectores 8+4 ProCool II, disposição de VRM com design 12+2, projetados para garantir que a placa tenha uma temperatura de operação estável e eficiente mesmo sob períodos prolongados e atividades intensas.

- Continua após a publicidade -

O painel traseiro da placa apresenta além duas portas USB-C com suporte a Thunderbolt 4, estão disponíveis também 4 portas USB 3 tipo A, uma delas pela qual é possível fazer o flash da BIOS através de um botão localizado logo acima, duas portas USB 2.0 e uma porta PS2. É possível encontrar também uma porta DisplayPort, uma HDMI e interface de áudio é a Realtek ALC1220 que dispõe de 5 portas analógicas P2 e uma porta óptica, além de duas portas de rede Ethernet de 2,5 Gb.

As CPUs compatíveis até o momento são as famílias Ryzen 5000, 4000G e 3000, suportando memórias DDR4-5100 nos CPUs 4000G e DDR4-4866 com os Ryzen 5000 e 3000.

Além da vantagem evidente da ProArt B550 Creator, ao trazer uma tecnologia que até então era exclusiva de chipsets Intel, o preço sugerido de US$ 290,00 a coloca no segmento de entrada de placas mãe, se tornando uma excelente porta de entrada para usuários que estiverem cogitando adotar CPUs Ryzen mas não podem abrir mão das opções de conectividade da interface Thunderbolt.
 

Fonte: TechRadar, WccfTech
Tags
  • Redator: Daniel Trefilio Carvalho

    Daniel Trefilio Carvalho

    Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.