Créditos: Wikimedia Commons/Reprodução

Intel é condenada a pagar US$ 2,18 bilhões de indenização para VLSI LLC

Processo foi aberto por causa de patentes relacionadas a clocks e tensão elétrica
Por Carlos Felipe Estrella 03/03/2021 18:02 | atualizado 03/03/2021 18:03 Comentários Reportar erro

A fabricante de processadores norte-americana, Intel, foi condenada a pagar uma indenização de US$ 2,18 bilhões (R$ 12,2 bilhões) para a firma de semicondutores VLSI LLC. A reportagem do site Bloomberg não detalha quais foram as patentes infringidas, mas indica que elas permitiam o aumento dos clocks e da tensão elétrica dos processadores.

Uma das patentes foi concedida originalmente em 2012 para a Freescale Semiconductor Inc., enquanto a outra era de 2010 pertencia à SigmaTel Inc. A Freescale comprou a SigmaTel, e então ambas as empresas foram comparadas pela NXP em 2015.

As patentes em questão chegaram na posse da VLSI em 2019, quando elas foram transferidas numa transação privada. O julgamento do processo foi feito por um júri na cidade de Waco, no estado do Texas.

O júri concordou com um pagamento de US$ 1,5 bilhão (R$ 8,4 bilhões) pela infração de uma das patentes, enquanto julgaram justo o pagamento de US$ 675 milhões (R$ 3,7 bilhões) pela outra.

"Nós estamos muito satisfeitos que o júri reconheceu o valor das inovações como algo refletido nas patentes e estamos extremamente felizes com o veredito do juri". 
- Michael Stolarski, diretor-executivo da VLSI

"Nós estamos muito satisfeitos que o júri reconheceu o valor das inovações como algo refletido nas patentes e estamos extremamente felizes com o veredito do juri". 
- Michael Stolarski, diretor-executivo da VLSI

- Continua após a publicidade -


Fonte: Intel/Divulgação

A Intel alegou que não havia infringido nenhuma das patentes da VLSI e ainda disse que uma delas cobria um trabalho que foi feito pelos seus engenheiros.  O júri rejeitou ambas as alegações. A fabricante ainda pode recorrer da decisão.

Como as patentes eram originalmente da NXP, a fabricante holandesa terá direito a parte da indenização – caso ela se confirme. De acordo com o advogado da Intel, William Lee, a VLSI foi fundada há apenas quatro anos e não possui nenhum produto. Segundo ele, o processo é a única perspectiva de lucro para a firma a curto prazo.

"A Intel discorda fortemente da decisão de hoje do júri. Nós pretendemos apelar sobre essa decisão e estamos confiantes que vamos prevalecer. [...] [A VLSI] pegou da prateleira duas patentes que não eram usadas há 10 anos e disseram 'nós gostaríamos de receber US$ 2 bilhões'. Essa demanda ultrajante da VLSI vai atrapalhar os verdadeiros inovadores".
- William Lee, advogado da Intel

"A Intel discorda fortemente da decisão de hoje do júri. Nós pretendemos apelar sobre essa decisão e estamos confiantes que vamos prevalecer. [...] [A VLSI] pegou da prateleira duas patentes que não eram usadas há 10 anos e disseram 'nós gostaríamos de receber US$ 2 bilhões'. Essa demanda ultrajante da VLSI vai atrapalhar os verdadeiros inovadores".
- William Lee, advogado da Intel

Via: Engadget Fonte: Bloomberg
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.