Créditos: Reprodução // Turemetal

GeForce RTX 3080 ganha sistema de cooler sem FAN e zero ruído

Sistema de dissipação 100% passivo é impressionante por diversas razões, mas o preço a se pagar possivelmente não justificaria aplicação real da solução

A empresa Turemetal desenvolve diversos tipos de gabinetes sem ventoinhas, projetados 100% para dissipação passiva, e seu fundador, Mical Wong, instalou uma RTX 3080 em um de seus modelos Turemetal UP10 com arrefecimento zero ruído, demonstrando alguns resultados alcançados durante os testes nesse setup.

Quanto mais o TDP das GPUs e CPUs aumenta, maior é a demanda sobre os sistemas de arrefecimento, e geralmente a solução mais convencional é optar por sistemas ativos mais eficientes, seja potencializando a condução de calor, opções de arrefecimento líquido que permitem trocas mais rápidas entre os componentes e o sistema, ou aumentando o fluxo de ar com ventoinhas mais potentes. Em todos esses casos o impacto no conforto do usuário é a produção de ruído, e nos sistemas ativos focados em ventoinhas o ruído acaba sendo cada vez maior para dar conta monstros como a RTX 3080 que sozinha possui um TDP de aproximadamente 320W. 

Garantir temperaturas de operação seguras para a RTX 3080 com um sistema passivo até foi possível com o gabinete Turemetal UP10, mas o preço para o sistema como um todo foi além do valor monetário em si. A principal barreira de eficiência para alcançar o funcionamento estável da combinação da RTX 3080 com o Ryzen 5 5600X é que o gabinete foi projetado para dissipar sistemas com TDP total de 300 W, e mesmo com o TDP modesto de 65W do Ryzen 5, a RTX 3080 por si só é capaz de produzir até 350W em carga máxima, então o simples fato do sistema funcionar já é impressionante o bastante, mas sem algumas alterações via software e BIOs seria muito instável e até arriscado.

- Continua após a publicidade -

O Turemetal UP10 já foi testado antes com desempenho bem impressionante em uma combinação de uma RTX 2080 e um Ryzen EPYC de 32 núcleos, alcançando temperaturas de 77 °C para a CPU e 88 °C para a GPU em um teste de 22 horas, sendo 12 delas com os componentes em estresse máximo. Por sua vez, o teste com a RTX 3080 trabalhando em seu limite e o processador consideravelmente mais modesto e sem trabalhar sob estresse em apenas 5 minutos de teste chegou a consumir 410 W, mais de 100 W acima do que o projeto térmico do gabinete é capaz de dissipar, elevando a temperatura da GPU para 87 °C, um número preocupante para um período tão curto de operação, e as temperaturas de outros componentes como VRMs e VRAM possivelmente foram para patamares ainda superiores.

Adendo importante é que o teste foi conduzido em uma temperatura ambiente de 13,6 °C, ideal para o funcionamento de um equipamento desse porte, mas nada agradável para quem estiver utilizando esse setup.

- Continua após a publicidade -

Para ter um sistema desses funcionando de maneira eficiente por períodos prolongados de maneira eficiente, os interessados precisariam arcar com os valores elevados da RTX 3080, desembolsar US$ 770 a mais apenas para o gabinete, dispor de um ambiente refrigerado a 14 °C, o que consome ainda mais energia, e para finalizar ainda seria essencial modificar frequências e voltagens via software ou BIOs, evitando que a placa sobrecarregue o projeto térmico do gabinete, uma conta que vai bem além do simples custo total do sistema.

Uma conta dessas apenas para eliminar o ruido provavelmente nem faria sentido, já que o ruído só é um problema para alguém que trabalhe constantemente próximo ao setup e trabalhar em uma câmara em temperaturas de 14 °C não é exatamente a realidade ou sequer desejável para o consumidor comum.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: WccfTech, TechPowerUp
  • Redator: Daniel Trefilio

    Daniel Trefilio

    Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes. twitch.tv/DanielTPC

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.