Créditos: Reprodução/EA/Codemasters

Electronic Arts oficializa compra da Codemasters por US$ 1,2 bilhão

Com isso, publicadora agora é responsável por grandes franquias como DiRT, Project CARS, F1 e GRID

Fim da novela: após alguns meses de negociações, a Electronic Arts oficializou nesta quinta-feira (18) a compra do estúdio britânico Codemasters. O anúncio foi feito nas redes sociais da publicadora, da qual agora a desenvolvedora responsável por várias das principais franquias dos jogos de corrida passam a fazer parte do gigante portfólio de jogos da EA.

Os rumores sobre a venda da Codemasters começaram a surgir em novembro do ano passado, com a intenção da Take-Two Interactive, dona de estúdios como a 2K Game e a Rockstar Games, em adquirir a desenvolvedora por US$ 994 milhões. O acordo estava praticamente firmado, entretanto, antes do final do ano, uma surpreendente reviravolta mudou os rumos da venda do estúdio.

Em dezembro, a Electronic Arts entrou na disputa pela compra da Codemasters, oferecendo uma proposta de US$ 1,2 bilhão pelo estúdio. A proposta, que era 30% maior do foi oferecido pela Take-Two, foi aceita pelos acionistas da empresa, e sem uma contraproposta por parte da publicadora responsável pela Rockstar, o negócio com a EA foi firmado nesse começo de 2021.

No anúncio de oficialização do acordo, Andrew Wilson, CEO da EA Games, comemorou a nova parceria com a Codemasters. Segundo ele, essa união permitirá que ambos alcancem a almejada posição de liderança no mercado de jogos de corrida, com futuros projetos que devem impressionar os jogadores.

Os fãs de corridas continuam a crescer em todo o mundo e as franquias em nosso portfólio combinado nos permitirão a criar novas experiências inovadoras e trazer mais jogadores para a emoção dos carros e do automobilismo. Nossas equipes serão uma potência global em entretenimento de corrida, com jogos incríveis para jogadores em todas as plataformas, e mal podemos esperar para começar

- Continua após a publicidade -

Apesar da compra, EA garante que a Codemasters continuará independente

Uma das preocupações dos fãs dos jogos desenvolvidos pela Codemasters está no tratamento que o estúdio terá da Electronic Arts, visto que a empresa é conhecida negativamente pelas suas práticas de mercado e como cuida das desenvolvedoras que estão por baixo de seu guarda-chuva.

Sobre esse assunto, Matt Bilbey, vice-presidente executivo da EA, em declaração para o site IGN, comentou que apesar da compra, a Codemasters continuará independente. Segundo ele, a Electronic Arts atuará apenas como suporte para a desenvolvedora em seus futuros projetos.

Estaremos tratando os estúdios da Codemasters como um grupo independente em um futuro previsível, dando a eles todo o suporte de que precisam para entregar seus jogos tão amados e explorando todas as oportunidades de crescimento conforme avançamos

 

Fundada em 1986 no Reino Unido, a Codemasters é um dos estúdios mais antigos do país, e atualmente é conhecida por várias das principais séries de jogos de corrida. Atualmente, o estúdio é responsável por franquias como DiRT, GRID e, mais recentemente, também da série Project CARS, visto a aquisição da Slighty Mad Studios em 2019 (que retorna a EA após 10 anos).

- Continua após a publicidade -

Além disso, o estúdio tem como seu carro-chefe a licença oficial para o desenvolvimento dos jogos da Fórmula 1, parceria essa que durará até 2025. Falando desse assunto, Bilbey comentou que existe o interesse da EA em levar a franquia para as mãos de sua divisão de esportes, o que marcaria o retorno da série após 20 anos para a EA Sports.

Com isso, resta aguardar sobre como será o futuro das franquias desenvolvidas pela Codemasters nas mãos da EA. O provável é que os lançamentos deste ano, como o próximo F1 2021, ainda não devem ter grandes influências da Electronic Arts, porém, os jogos antigos da desenvolvedora já devem aparecer na EA Play (e, consequentemente, no Xbox Game Pass).

Fonte: GameIndustry.biz, IGN, VGC
Assuntos
Tags
  • Redator: Pedro Henrique

    Pedro Henrique

    Formado em Informática e tecnólogo em Jogos Digitais, amante de games (principalmente os de corrida), curte uns hardwares e assim como Pink e o Cérebro, buscando o plano para dominar o mundo.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.