Créditos: UL Benchmarks/Divulgação

UL Benchmarks lança 3DMark Mesh Shaders para testar novo recurso do DX12

Uso da tecnologia aumenta desempenho das placas de vídeo em até 865%

A UL Benchmarks lançou um novo teste de desempenho para placas de vídeo chamado "Mesh Shaders Feature Test". Como o nome deixa bem claro, o benchmark testa a performance das GPUs na aplicação do recurso de Mesh Shaders, que foi implementado com a chegada da API DirectX 12.

Como explica o site Videocardz, esse teste é relativamente curto. Primeiramente, ele registrar o tempo que a placa de vídeo leva para renderizar a cena sem o uso do mesh shading. Depois, ele compara o quão rápido a mesma GPU consegue criar a mesma cena, mas agora usando mesh shaders.

O resultado então é entregue em forma de quadros por segundo, que podem ser convertidos para mostrar a porcentagem de melhoria que foi registrada. Nos testes independentes feitos até agora, já foram registradas performances entre 175% e 865% superiores, dependendo do modelo.

Um dos fatores mais interessantes é que as placas de vídeo Nvidia Turing são mais rápidas do que os modelos Ampere quando os mesh shaders estão desligados. Quando o recurso é ligado, porém, os resultados voltam para o desempenho esperado desses modelos.

O maior aumento de desempenho foi visto na GeForce RTX 3090, que passou de 67,15 quadros por segundo para 648,15 fps (uma melhoria de 865,2%). Quem viu menos resultado foi a GeForce GTX 1660, que saiu de 65,86 fps para 181,14 fps (175,1%).

- Continua após a publicidade -

Em média, as placas de vídeo Nvidia Turing (GTX) aumentaram sua performance em 244%. Já as GPUs Nvidia Turing (RTX) cresceram o desempenho em 409%, enquanto as AMD RDNA 2 viram melhorias de 547%. Quem mais se beneficia da tecnologia são as Nvidia Ampere, que cresceram em 702% a sua performance.

É importante notar que esses testes foram feitos com uma versão mais antiga dos drivers da AMD. Desde então, a firma divulgou um novo update para a versão 21.2.2, que aumenta de maneira significativa o desempenho das GPUs RDNA 2 com o uso de mesh shaders.

Os mesh shaders substituem um modelo antigo de meshes, adotando um novo processo de processamento de geometria. Essa nova tecnologia simplifica o pipeline da parte gráfica do jogo, dando mais controle e flexibilidade para os desenvolvedores. Ao implementar um processamento em paralelo, é possível agilizar radicalmente a renderização da cena.

- Continua após a publicidade -


Fonte: Videocardz/Reprodução

Via: Hexus, Videocardz
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Você joga com quais controles no PC?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.