Nintendo cogitou 3D no Game Boy Advance e no GameCube

A Nintendo estÁ prestes a lançar o seu portÁtil 3DS, mas os planos de investir na tecnologia 3D jÁ têm praticamente dez anos: ela poderia estar no Game Boy Advance SP, lançado em 2001, não fossem algumas restrições na época.

O presidente da companhia, Satoru Iwata, revelou que a Nintendo planejava trabalhar em um console portÁtil em três dimensões na época do GBA, mas o projeto foi abandonado porque o aparelho não conseguia reproduzir um efeito estereoscópico convincente.



"Fazer imagens 3D que possam ser visualizadas a olho nu precisam de um LCD especial, então nós testamos um no Game Boy Advance SP", afirmou o executivo. "Mas a resolução da tela era muito pequena, então o efeito não ficava bom e nós nunca o transformamos em um produto", explicou.

Para oferecer uma experiência 3D de qualidade, é preciso "uma tecnologia de alta resolução e precisão", o que ainda não estava disponível hÁ dez anos atrÁs, conforme Iwata. Por outro lado, no console de mesa isso era mais provÁvel: o GameCube possui componentes compatíveis com 3D, mas o executivo lembra que o LCD necessÁrio para reproduzir o efeito era mais caro que o próprio videogame.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.