Créditos: Willian Ferreira / Reprodução

Steam finalmente é lançada na China mas só com 41 jogos

Valve, que já havia publicado versões de seus jogos no país, agora lança sua plataforma de forma oficial

A China é o maior mercado mundial de jogos atualmente, porém é bastante difícil para as desenvolvedoras de fora do país lançarem seus produtos no país asiático. A Valve sabe da força que o mercado chinês possui e está, após muitos anos de espera, lançando oficialmente a Steam na China, com a ajuda da sua parceira Perfect World.

Porém a plataforma lançada é um pouco diferente da versão mundial, isso porque a Steam China tem apenas 41 jogos disponíveis para os usuários, um número muito pequeno se comparado a versão Global, que possui mais de 48 mil jogos disponíveis. Essa "pequena" diferença se dá pela forma que é realizada a regulamentação dos jogos na China.

O problema é que os jogos presentes na Steam China devem passar pelos órgãos de aprovação e regulamentação do governo do país. Após esse processo, os desenvolvedores recebem um “Ok” das autoridades, que informam um ISBN para o game, que deve ser exibido na página do produto na plataforma.


Créditos: Reprodução / Willian Ferreira

Além das análises minuciosas que são realizadas pelas agências regulatórias, alguns tipos de jogos já haviam sido proibidos em solo chinês, sendo alguns deles jogos de poker e games que apresentam sangue e cadáveres. Esse rigor na regulamentação, como informado pelo Engadget, é uma forma de combater a violência e o vício em jogos dos jovens.

- Continua após a publicidade -

Esse rigor faz com que muito poucos games passem pela aprovação, até pelo tempo que o processo de revisão demora. Isso acaba atrapalhando algumas desenvolvedoras locais também, como a Tencent, que trabalha em jogos como PUBG e Fortnite.

Porém essa não é a primeira investida da Valve no mercado chinês, isso porque, também com uma parceria da Perfect World, a empresa já havia lançado jogos para o país asiático. Anteriormente as empresa trabalharam juntas para lançar versões especiais de CS:GO e Dota 2, que eram mantidas pela empresa chinesa e funcionando através dos servidores da Steam.

Esse pode ser um passo bastante grande para a Valve, mas não é a primeira vez que uma gigante dos jogos lança a sua plataforma na China. Isso porque a Blizzard já havia se juntado a NetEase, uma empresa local, para lançar uma versão da Battle.net para o país asiático.

Via: GSMArena Fonte: Engadget
  • Redator: Willian Ferreira

    Willian Ferreira

    Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.