Créditos: Divulgação / Steam Store

Próxima expansão de Final Fantasy 14 vai encerrar história principal

Endwalker vai amarrar os eventos da saga Zodiark-Hydaelyn e dar início a uma saga completamente nova

A expansão Endwalker de Final Fantasy 14 com lançamento para o terceiro trimestre de 2021 encerrará a história iniciada em 2013 com “A Realm Reborn” para dar lugar a uma saga completamente nova.

Final Fantasy 14 é um dos poucos MMOs grandes, com uma base de usuários ativa de aproximadamente 2,27 milhões, e mais de 20 milhões de usuários registrados, que consegue competir com World of Warcraft e sua base atual de 3,23 milhões e mais de 113 milhões de usuários registrados. Grande parte desse sucesso se dá pela forma como a Square Enix lidou com o lançamento conturbado e problemático, reformulando o jogo e relançando com o subtítulo “A Realm Reborn”, que deu início a narrativa épica que durou quase uma década. A história principal do jogo pode ser considerada um dos principais atrativos e a última expansão, “Shadowbringers”, foi extremamente bem recebida pelos jogadores e considerada por alguns, uma das melhores narrativas da franquia, e sua sucessora, “Endwalker”, encerrará não apenas os eventos da última expansão, mas de toda a saga iniciada em 2013.

O diretor Naoki Yoshida, que apresentou o evento de revelação da nova expansão afirmou que “Endwalker” irá representar um marco importantíssimo na produção de Final Fantasy 14, amarrando o desenrolar dos eventos com o final do arco da saga Zodiark-Hydaelyn, e que o patch 6.1 irá dar início a uma aventura completamente nova e a parte das histórias contadas ao longo da última década.

- Continua após a publicidade -

Com o encerramento da saga principal, muitos fãs começaram a especular sobre a saída de Yoshida da direção de Final Fantasy 14 para se dedicar exclusivamente a produção de Final Fantasy 16, contudo o próprio diretor se manifestou deixando suas prioridades bem claras.

“Eu gostaria de deixar claro para todos que eu não pretendo ir a lugar algum, eu não estou saindo do projeto. Eu vejo Final Fantasy 14 como o trabalho de toda a minha vida, ao menos até o presidente (da empresa) me mandar parar.”, disse Yoshida a Fox.

Como já mencionado, Final Fantasy 14 figura entre os mais bem sucedidos MMOs já feitos, com produção e narrativa primorosas que não deixam a desejar em nada para jogos principais da franquia, mas é necessária uma dedicação muito grande para quem quiser entrar agora nesse mundo. Uma das vantagens é que, apesar de se tratar de um MMO, o próprio jogo dispõe de mecânicas que permitem ao jogador explorar os eventos principais da aventura, mesmo que sozinho, além de ser possível testar o jogo gratuitamente antes de decidir assinar.

Final Fantasy 14 está disponível para Playstation 4, Playstation 5 via retrocompatibilidade, Mac OS e Windows, e no caso dos usuários de PC é possível adquirir tanto o jogo quanto gerenciar a assinatura via Steam.
 

Fonte: PC Gamer
Tags
  • Redator: Daniel Trefilio Carvalho

    Daniel Trefilio Carvalho

    Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.