Créditos: Expanscape

Empresa apresenta o Aurora 7, primeiro notebook do mundo com 7 telas

Telas se desdobram e se multiplicam, num design que parece de filmes de ficção

A maioria das pessoas concorda que é melhor e mais produtivo trabalhar com mais de uma tela ao mesmo tempo para a maioria das profissões. Mas a companhia britânica Expanscape entendeu que isso significa "quanto mais telas, melhor" e criou um notebook com 7. É um número absurdo que merece ser repetido por escrito: sete telas diferentes num único notebook. Esse é o Aurora 7.

A parte mais curiosa do Aurora 7 é que ele não tem um formato completamente diferente para comportar tudo isso de displays. Em vez disso, a Expanscape tenta adequar esse desproporcional a um formato clássico de notebook, então todas elas se dobram de alguma forma atrás da principal, para então dobrar o computador no meio e ficar naquele estilo "maleta" que os notebooks têm - com uma espessura bem maior, é claro.

Além do visual espalhafatoso, o Aurora 7 oferece especificações de alto desempenho. As quatro telas maiores que vemos nas imagens são LCD e contam com 17,3'' e resolução 4K. Elas são acompanhadas de três telas de apenas 7'', com resolução FullHD (1920 x 1080). Uma das telas menores está curiosamente localizada na parte de baixo do notebook, onde o usuário apoia os pulsos, e é uma tela sensível ao toque.

O Aurora 7 ainda é um protótipo, incorporando inclusive partes feitas com impressão 3D. O processador para essa primeira versão do notebook é um Intel Core i9-9900K, acompanhado de uma GPU um pouco antiga, a Nvidia GeForce GTX 1060. Ele vem com um HDD de 2TB e um SSD de 2,5TB, oferecendo um armazenamento muitíssimo acima da média que vemos em notebooks.

- Continua após a publicidade -

O notebook pesa quase 12kg e totalmente fechado fica com mais ou menos 11cm de espessura. Até sair da fase de protótipo a Expanscape espera tornar o Aurora 7 um pouco mais leve, indo para 10kg.

O protótipo já está à venda para interessados, por um valor altamente secreto. E é secreto mesmo, não é apenas o fato de que a fabricante não divulgou o preço - interessados e compradores são obrigados a assinar um contrato se comprometendo a manter segredo sobre o quanto pagaram no protótipo do Aurora 7.

Fonte: Gizmodo
Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.