Créditos: Divulgação // Steam Store

Desenvolvedor de Terraria cancela versão para Stadia após perder acesso a suas contas Google

Andrew Spinks alegou falta de consideração do Google por seus parceiros e usuários e que não tem mais interesses de qualquer parceria com a empresa

Andrew Spinks, cocriador do aclamado jogo Terraria, anunciou hoje em seu Twitter que cancelou a versão de seu jogo para Stadia que estava em desenvolvimento após ficar sem acesso a todas as plataformas Google, e não conseguir qualquer solução por parte da empresa. 

Terraria é um jogo indie 2D no estilo builders que foi extremamente bem recebido em 2011 quando, chegando a ser comparado a um “Minecraft” 2D, e que até hoje recebe ports para novas plataformas e atualizações, mas a indisposição de seu cocriador com o Google pode ter eliminado qualquer possibilidade dele chegar para o Stadia, que aparentemente já não anda em um momento muito bom.

Fonte: Steam Store

Através de seu perfil @Demilogic no Twitter, Andrew Spinks explicou que dentre outras coisas, perdeu acesso a milhares de dólares vinculados a sua conta do Google Play, todos os arquivos do Google Drive foram perdidos, seu canal no YouTube, mas principalmente sua conta do Gmail que teve por mais de 15 anos.

- Continua após a publicidade -

Spinks continuou, alegando não ter infringido qualquer termo do Google que pudesse levar a suspensão de suas contas, e que a falta de cooperação por parte da empresa dava a entender que o Google não tinha interesse em cooperar e manter a parceria com o desenvolvedor, concluindo que o jogo Terraria para o Google Stadia estava cancelado e que a Re-Logic, empresa de Pinks e desenvolvedora de Terraria, não teria mais interessa em apoiar quaisquer plataformas Google dali em diante.

Terraria que havia recebido classificação para o Google Stadia há pouco tempo em um site europeu, mas muito provavelmente não terá o desenvolvimento concluído pois, ainda segundo Spinks, “fazer negócios com eles [Google] era um risco”, e que o desenvolvedor não teria mais interesse em “se envolver com uma empresa que valoriza tão pouco seus usuários e parceiros.

Ao que tudo indica, o problema se arrasta desde janeiro quando a conta do canal oficial de Terraria no YouTube havia sido desativada, e não houve qualquer sucesso de contato com o suporte da plataforma ou qualquer outro canal de comunicação da empresa. Pouco tempo depois Spinks afirmou ter perdido acesso a todo o conteúdo que havia adquirido na Google Play, incluindo a versão 4k de O Senhor Dos Anéis. Ainda é possível visualizar os vídeos do canal oficial de Terraria, mas a foto de usuário e link para o perfil desapareceram.

- Continua após a publicidade -

Muitas empresas que oferecem serviços de armazenamento em nuvem ou distribuição digital de conteúdos, colocam em linhas finas dos termos de uso, que se isentam de responsabilidade sobre a perda de acesso por parte do usuário, seja por violação desses termos ou quaisquer razões que a provedora do serviço julgar relevante, e apesar de ser extremamente cômodo ter diversos serviços centralizados em um mesmo hub de acesso, é sempre interessante que os usuários tenham redundância de informações sensíveis, e em alguns casos cópias offline. 

O caso de Andrew Spinks, ao que tudo indica, afetou principalmente contas pessoais do desenvolvedor, mas um usuário que tem absolutamente todos os seus jogos digitais adquiridos via Steam, por exemplo, poderia perder completamente o acesso a toda a sua biblioteca caso algo semelhante aconteça com a empresa.

Por mais que seja irritante precisar acessar muitas plataformas diferentes para ter acesso a seus serviços digitais, ao menos se esse mesmo cenário se repetir em alguma delas, o prejuízo não é total para o usuário que diversifica suas formas de aquisição de conteúdos digitais e armazenamento em nuvem.

Fonte: IGN, Polygon
  • Redator: Daniel Trefilio Carvalho

    Daniel Trefilio Carvalho

    Formado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, professor, tradutor e revisor. Nas horas vagas, instalando impressora e formatando PCs desde os tempos que Alone In The Dark era um jogo bom e ocupava 4 disketes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.