Créditos: Intel

Placas-mãe B460 e H410 não terão suporte para processadores Core de 11ª geração

Fabricantes podem adicionar suporte dependendo o projeto da mainboard
Por Fabio Feyh 08/02/2021 13:11 | atualizado 08/02/2021 13:11 Comentários Reportar erro

De acordo com uma publicação no site oficial da Intel, as placas-mãe com chipset H410 e também B460 não terão suporte para os novos processadores Core de 11ª geração que chegam ao mercado nas próximas semanas. Como tem acontecido faz alguns anos, normalmente um chipset  traz suporte para duas gerações de processadores, mas nesse caso os modelos de chipset mais baratos não vão suportar a segunda geração de processadores soquete LGA 1200, apenas os modelos H470 e Z490, sempre após uma atualização de BIOS.

Entre os prováveis motivos dessa limitação estaria os projetos mais simples das placas-mãe com esses chipsets, especialmente quando se trata de placas H410, que possuem quantidades de VRM baixas de mais para suportar os novos modelos. Teoricamente não tem muito sentido sendo que a linha Core de 10ª geração também possui modelos de CPU com TDP alto, mas que logicamente são indicado para uso com placas Z490. Quando falamos de placas com chipset B460 a situação se complica mais, porque as fabricantes tem bons modelos de placas, com projetos diferenciados, com esse chipset, como a ASUS ROG B460-F Gaming, Gigabyte B460 AORUS Elite e MSI B460 Tomahawk, essa última inclusive analisamos e se mostrou uma placa com ótima construção.

Anúncios semelhantes já aconteceram tanto pela AMD como Intel, mas fabricantes não seguem a risca

Apesar da notícia da Intel, sabemos que os fabricantes normalmente não seguem a risca essas considerações, um exemplo clássico foi a placa-mãe ASUS TUF Gaming B550M-Plus que analisamos. Teoricamente essa placa só "deveria" suportar processadores Ryzen 3000 e 5000, mas ela suporta TODA a geração de processadores soquete AM4, mesmo os modelos Ryzen 1000. Lógico que no caso de Intel isso não é possível pela mudança da pinagem/formato dos processadores, mas dentro dos modelos compatíveis com o soquete, muito provavelmente veremos placas-mãe com os chipsets H410 e especialmente B460 com suporte aos modelos Core de 11ª geração.

Outros rumores indicam que pela primeira vez a Intel vai "liberar" o uso de memórias com frequência mais altas em placas-mãe com chipsets B550 e H570, já que até então, além de bloquear o overclock em placas com chipset da série B e H, o suporte máximo a frequência de memórias está limitado ao recomendado para a linha de processadores, como exemplo, no caso os Core i3 e i5 de 10ª geração, limitados em 2666MHz, e Core i7 e i9, em 2933MHz. Outro ponto é que essas frequências devem subir para 3200MHz em modelos Core de 11ª geração de acordo com algumas notícias, mesma frequência que recebem suporte nos últimos lançamentos da AMD.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.