Créditos: Mateus Mognon/Montagem

Até o preço das memórias DDR3 deve subir cerca de 50% em 2021

Apesar de já ser um padrão ultrapassado, a tecnologia ainda é utilizada em certos dispositivos de inteligência das coisas e servidores

O padrão de memória DDR4 já é amplamente utilizado no mercado desde 2014, mas os constantes aumentos de preço na indústria do hardware não parecem respeitar o passar do tempo. Segundo detalhes vindos do site DigiTimes, até mesmo os módulos de memória DDR3 podem sofrer um aumento de até 50% no preço em 2021.

Para a infelicidade de quem ainda utiliza DDR3, as empresas que fabricam memórias já estão desistindo desse padrão, o que é o principal motivo para o aumento nos preços. Segundo o DigiTimes, a oferta de módulos de memória está cada vez menor, o que tornou o produto mais valioso.

De acordo com o site, a SK Hynix parou de fabricar módulos DDR3 de 2Gb e atualmente só fornece soluções em 4 Gb. A Samsung também realizou cortes na sua produção e diminuiu a fabricação de 60 mil para 30 mil módulos por mês, o que causou um acréscimo imediato de 30% nos valores.

Apesar de não serem tão comuns em um setup gamer vendido atualmente, as memórias DDR3 ainda tem seu espaço no mercado de tecnologia. Segundo ressalta o Tech Power Up, o antigo padrão pode ser encontrado em dispositivos de internet das coisas e servidores, que eventualmente precisam de manutenção.

As previsões do DigiTimes apontam que o padrão de memória que possui cerca de 14 anos pode ter um acréscimo máximo de 50% em seu preço durante o ano. Para quem é PC Gamer e está pensando em upgrades, porém, esse impacto não deve virar preocupação. Afinal, sistemas modernos já utilizam DDR4 e até tecnologias mais recentes.

- Continua após a publicidade -

A maior preocupação para os jogadores de PC atualmente são os estoques e preços de produtos como placas de vídeo, que estão cada vez mais altos.

 

Via: Tech Power Up
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.