Créditos: TeckKnow

Placa de vídeo Intel DG1 SDV, primeira da empresa, é desmontada e testada

A placa parece não funcionar com softwares mais relevantes de benchmark

O site Igor’s Lab realizou a desmontagem e testes na placa de vídeo DG1 SDV, da Intel. Igor Wallossek, responsável pelo portal, relatou problemas nas avaliações de desempenho e demonstrou de forma exclusiva o interior da GPU.

É importante mencionar que esta placa de vídeo não é a mesma anunciada para desktops pela Intel há pouco tempo

A sigla SDV significa Software Development Vehicle (Veículo de Desenvolvimento de Software), ou seja, é uma peça voltada para desenvolvedores testarem softwares que estarão disponíveis nas novas placas de vídeo Intel Xe.

Quando a DG1 SDV foi lançada, em 2020, a Intel ainda não possuía placas de vídeo dedicadas, nem mesmo na versão mobile.

Dito isso, um dos desafios ao testar essa placa foi reunir a plataforma da Intel compatível com a GPU. Isso porque a Intel não tinha previsões de disponibilizar esse produto para consumidores comuns, apenas para desenvolvedores.

- Continua após a publicidade -

O Igor não informou qual foi a plataforma utilizada no teste, mas obviamente era uma configuração preparada para a DG1 SDV

As avaliações de desempenho foram infrutíferas, já que a GPU parece não funcionar com qualquer ferramenta significativa de benchmark. Jogos então, nem pensar. Com base em outras avaliações, Igor estima que a DG1 SDV tenha um desempenho similar à GeForce GT 1030.

A Intel DG1 é baseada na Xe-LP, fabricada usando o SuperFin de 10nm da marca. A placa de vídeo possui 96 unidades de execução conectadas a 8 GB de LPDDR4 RAM com frequência de 2133 MHz.

- Continua após a publicidade -

Quanto ao consumo de energia, o resultado obtido é relativamente bom em modo inativo (4W) com um requisito de energia máximo de 30W durante a carga. O software informa que a GPU consome pelo menos 20W sozinha, mas os 30W totais são compartilhados entre outros componentes.

Em relação à velocidade de clock, há uma média de 1550 MHz, o que torna a DG1 SDV 100 MHz mais lenta do que o clock de boost oficial para a variante móvel — Iris Xe Max.

Para mais informações, acesse o post original no Igor’s Lab.

Via: VideoCardz Fonte: Igor's Lab
  • Redator: Iraci Falavina

    Iraci Falavina

    Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Iraci é apaixonada por games,principalmente se tiverem uma boa história. Também se interessa por animes e cinema e não recusa uma boa xícara de chá. Editora-chefe do programa de jogos do curso, o Insira a Ficha.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.