Créditos: WCCFTech

Ministério da Economia de Taiwan pede à TSMC que priorize chips automotivos

A empresa afirmou estar com a capacidade máxima, mas disse que irá colaborar caso a produção aumente

O Ministério da Economia de Taiwan comunicou à Agência Reuters que, junto da TSMC, uma das maiores fabricantes de semicondutores do mundo, estabeleceu um acordo para que a fabricante priorize o setor automotivo caso consiga aumentar a capacidade de produção.

O motivo da negociação é o desejo de enfrentar a escassez na produção de chips automotivos. Entretanto, como o Adrenaline já vem noticiando, os baixos estoques de semicondutores — situação impulsionada pela pandemia e pelas sanções de Donald Trump às fabricantes da China — também afetam (e muito) a área da informática.

Atualmente, a TSMC é a fornecedora líder de tecnologias como chips de 5 nm e 3 nm, e entre seus principais clientes figuram a Apple, a NVIDIA, a AMD e muitas outras.

As informações dadas pela Reuters são de que a ministra da Economia de Taiwan, Wang Mei-hua, esteve em contato com a TSMC no domingo, dia 24.

The New York Times/Reprodução

- Continua após a publicidade -

A TSMC afirmou que a capacidade atual de produção está cheia, mas que “se a produção puder ser aumentada através da otimização da capacidade de produção, ela irá cooperar com o governo para considerar os chips automotivos como aplicação primária”.

A ministra revelou ter recebido ainda no começo de 2021 um pedido do ministro da Economia alemão, Peter Altmaier, para que Taiwan auxiliasse no fornecimento de chips condutores para o setor automotivo da Alemanha.

Wang Mei-hua ainda disse que a Alemanha não foi a única a pedir socorro. No fim de 2020, o país recebeu solicitações dos Estados Unidos e da União Europeia, além do Japão também em 2021.

Dentre os fabricantes de automóveis afetados, é possível citar Volkswagen, Ford Motor Co, Subaru Corp, Toyota Motor Corp, Nissan Motor Co Ltd e Fiat Chrysler Automobiles.

O ministério da economia de Taiwan informou à Reuters que as empresas automotivas cancelaram pedidos para a TSMC no segundo trimestre de 2020, que por sua vez transferiu a capacidade para outros clientes. Na segunda metade do ano, entretanto, a demanda por chips automotivos voltou.

- Continua após a publicidade -

Fonte: Reuters, Tech Power Up
Tags
  • Redator: Iraci Falavina

    Iraci Falavina

    Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Iraci é apaixonada por games,principalmente se tiverem uma boa história. Também se interessa por animes e cinema e não recusa uma boa xícara de chá. Editora-chefe do programa de jogos do curso, o Insira a Ficha.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.