Créditos: WannaPlay News

Patch 1.1 de Cyberpunk 2077 pode ter trazido novo bug que impede progresso

Jogadores relatam nos fóruns novo problema na missão Down on the Street

Um dos primeiros grandes patches para consertar Cyberpunk 2077 - especialmente nos consoles da geração passada - chegou nessa semana. O update 1.1, apesar do tamanho, não traz tantas mudanças visíveis ao game, focando-se majoritariamente na correção de bugs e de problemas de estabilidade. Mas alguns jogadores relatam que o patch erra justamente numa dessas funções e traz um novo bug que impede progresso no jogo.

A missão "Down on the Street" começa quando o jogador recebe uma ligação do personagem Takemura, ex-guarda-costas do chefe da organização Arasaka. Um bug no game fazia com que, em alguns casos, Takemura nunca telefonasse, o que impedia progredir na missão.

O patch 1.1 veio com correções para esse bug, mas trouxe um novo. Jogadores relatam que agora o Takemura liga sim, mas não diz nada, não liberando o próximo marcador e evento para continuar a missão. Mas, ao mesmo tempo, o jogo computa que ele já telefonou, então ele não vai ligar de novo, estagnando o progresso do jogador.

Jogadores afetados pelo bug dizem que não adianta recarregar saves antigos nem começar um novo, o mesmo problema continua acontecendo.

- Continua após a publicidade -

Foi relatado no Reddit pelo menos um jeito de talvez evitar o problema. Não podemos dar garantia porque não testamos aqui, mas um usuário diz que o jogador precisa ligar para Judy antes do Takemura telefonar. Quando ele ligar, você desliga e vai fazer uma side quest. Depois de 24 horas do jogo (não do mundo real), o Takemura deve ligar de novo e, dessa vez, com sua faixa de áudio funcionando, o que possibilita continuar a missão.

Aparentemente os problemas telefônicos afetam muitas missões no game e são justamente algo que o patch 1.1 tenta consertar. Em outra missão, M'ap Tann Pèlen, a CD Projekt Red diz que o novo update arruma um problema em que alguns jogadores não conseguiam ligar para o Mr. Hands para dar início à missão.

Algo que deve se provar complicado para consertar o game ao longo dos próximos patches é que os bugs parecem bem aleatórios e diferentes para cada jogador. São poucas situações que um conserto universal vai bastar, o que aumenta as chances de novos patches trazerem novos bugs, como aparentemente aconteceu neste caso.

Fonte: Kotaku
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.