Créditos: Divulgação Tianshu Zhixin

Empresa anuncia a primeira GPGPU de 7nm totalmente feita na China

Tianshu Zhixin chega para brigar com a AMD e NVIDIA no mercado de placas de vídeo para uso em data center

A empresa chinesa Shanghai Tianshu Zhixin Semiconductor Co anunciou a fabricação da Big Island (BI), a primeira placa GPGPU totalmente chinesa. O modelo é feito pensado para realizar trabalhos em IA e HPC, além de algumas outras aplicações, como na área da educação, medicina e segurança.

O novo chip é baseado em uma arquitetura de GPU proprietária e possui 24 bilhões de transistores. Apesar da Tianshu Zhixin não revelar qual a empresa responsável pela fundição da placa, a BI é feita em um nó de processo de 7 nm de ponta e empacotamento em 2.5D CoWoS (Chip-on-Wafer-on-Substrate) com uma descrição de fabricação bastante semelhante aos processos de fabricação realizados pela TSMC.

A empresa ainda não falou muito sobre a placa, mas deu uma pequena informação sobre o desempenho da GPU, que faz 147 TFLOPS em FP16. Esse é um número animador sobre o poder da placa, visto que suas concorrentes AMD Instinct MI100 e NVIDIA A100 alcançam 184,6 TFLOPS e 77,97 TFLOPS em FP16, respectivamente. Porém é importante ressaltar que a A100 também possui Tensor Cores, que pode impulsionar a placa a 312 FP16 TFLOPS.


Créditos: Tianshu Zhixin

Um dos principais pontos da placa é o seu custo-benefício, a promessa é de que a BI entregue um desempenho bastante competitivo se comparado com as concorrentes. A GPU também oferece suporte a diversos formatos de pontos flutuantes, sendo os principais FP32, FP16, BF16, INT32, INT16 e INT8, além de muitos outros.

- Continua após a publicidade -

O desenvolvimento da Big Island começou em 2018, com a fase tape-out terminando em maio de 2020. A Tianshu Zhixin deve começar produção em massa logo, principalmente se a empresa pretende começar a entregar o chip ainda neste ano.

O lançamento dessa placa ainda não significa nenhuma ameaça para o duopólio da NVIDIA e AMD no mercardo de placas de vídeo para uso doméstico. Mas caso a BI consiga entregar o que promete e alcance um relativo sucesso, nada impediria a Tianshu Zhixin de se aventurar no mercado de GPU para desktop. Porém esse é um passo muito grande e, caso essa situação hipotética algum dia se realize, ainda vai demorar um bom tempo.

Via: PC Gamer, Tom's Hardware Fonte: Tianshu Zhixin
Tags
  • Redator: Willian Ferreira

    Willian Ferreira

    Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.