Créditos: Reprodução/@leticinios

Artes de cyberpunk 2077 e Free Fire em São Paulo levam multa milionária

Os painéis ferem a lei "Cidade Limpa" por terem fundos propagandísticos

Dois murais que faziam referência a games na cidade de São Paulo foram multados. O primeiro deles começou a ser pintado em 2020 e é a arte exata da capa do game Cyberpunk 2077. O segundo é um pouco menos literal, mas faz menção a Free Fire. Somados, a multa chega a mais de um milhão de reais. 

Os dois painéis foram feitos em prédios na capital paulista pela mesma produtora, identificada pelo portal Uol como NaLata. O seu fim é propagandístico e foram pagas quantias de R$ 10 mil para os condomínios, segundo moradores não identificados. 

Nenhum dos síndicos quis ceder entrevistas e as produtoras do game também não se pronunciaram. A multa é por infringir a lei chamada de "Cidade Limpa". Ela foi sancionada em 2006, a fim de diminuir o nível de propagandas na cidade. 

"A intervenção também não poderá exibir diretamente ou fazer referência indireta a nomes, marcas, logos, serviços ou produtos comerciais, sob pena de caracterizar infração ao artigo 18 da Lei Municipal nº 14.223/2006"
- Descrição lei "Cidade Limpa"

"A intervenção também não poderá exibir diretamente ou fazer referência indireta a nomes, marcas, logos, serviços ou produtos comerciais, sob pena de caracterizar infração ao artigo 18 da Lei Municipal nº 14.223/2006"
- Descrição lei "Cidade Limpa"

Apesar dos painéis não gravarem o nome dos games, é uma referência direta aos jogos, incentivando os moradores de São Paulo a acompanhar os títulos. A lei prevê que referências indiretas também não podem ser feitas. Em entrevista para o Uol, Lucila Lacreta, mestre em urbanismo e diretora executiva do Movimento Defenda São Paulo fala que "se a moda pega, bastaria colocar o produto sem usar palavras e pronto, fica decretada a volta da poluição visual na cidade".

- Continua após a publicidade -

Os murais entram na lei por terem sido feitos por artistas pagos, com o fim propagandístico, não por fazerem referência ao game. Essas artes são, portanto, feitas com o intuito de chamarem a atenção e induzir o consumo.

O mesmo não ocorre com artistas independentes, que grafitam super heróis em diferentes pontos de São Paulo. Um exemplo é o que já acontece no "Beco do Batman", na Vila Madalena. O objetivo deles não é fazer com que a Marvel lucre mais, mas sim apenas expressar a arte. Portanto, não entra na lei. 

A própria prefeitura de São Paulo já havia compartilhado o mural em sua conta do Twitter, mencionando como arte urbana. Procurados pela START, a prefeitura emitiu uma nota, falando que não tinha conhecimento que se tratavam de propagandas e que não tinha objetivo de divulgar o game. A publicação foi deletada assim que a informação foi repassada. 

- Continua após a publicidade -

A multa imposta para o mural de Cyberpunk 2077 é de R$ 410.000. Já o painel dedicado a referências de Free Fire teve uma imposição ainda mais alta, de R$ 595.000. Somados, as artes devem aos cofres da prefeitura de São Paulo um total de R$ 1,05 milhão. 

A CD Projekt RED e a Warner Brasil, responsáveis pela distribuição do game, não se pronunciaram sobre o assunto até o momento. A produtora NaLata também foi procurada, mas não se manifestou sobre as multas. A responsável pelos painéis tem 15 dias para responder sobre as artes. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: UOL
Tags
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.