Créditos: Wikimedia Commons

Preços de componentes eletrônicos devem continuar subindo em 2021; veja o motivo

Fábricas como a TSMC já estão aumentando o valor cobrado das suas clientes

O preço dos componentes eletrônicos baseados em chips semicondutores deverá continuar subindo em 2021, conforme aponta um relatório divulgado pelo site The Elec. Isso porque ainda há problemas com a capacidade de produção de tais produtos, especialmente num período onde a demanda tem se mantido estável ou até mesmo crescido.

A maior fabricante de chips do mundo, a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC), já anunciou que vai reverter a sua política de corte de preços. Com isso, até mesmo os maiores clientes da fábrica terão que pagar um valor maior do que o previsto na fabricação dos seus componentes customizados.

O motivo para isso, de acordo com o relatório, seria a alta demanda pelos serviços da TSMC. Algo parecido estaria acontecendo com a GlobalFoundries, que está operando com todas as suas fábricas em 100% da capacidade. Até mesmo a Samsung Electronics estaria com a sua capacidade de produção saturada.


Fonte: PxHere

De acordo com o site Gizmo China, outras fábricas de chips como a UMC e a VIS aumentaram o valor cobrado para a produção de designs customizados. Já a DB HiTek, da Coreia do Sul, teria aumentado seus preços em até 20%, num momento em que suas fábricas estão operando em 100% da capacidade máxima.

- Continua após a publicidade -

No final das contas, isso tudo vai resultar em apenas uma coisa: aumento no preço das memórias e de produtos baseados em chips semicondutores nos próximos meses. O preço de módulos de RAM  deverá subir cerca de 5% no primeiro trimestre de 2021.

Isso em cima do aumento de 30% que já havia sido verificado nesse tipo de produto apenas entre novembro e dezembro de 2020. Até mesmo fabricantes de componentes para telas LCD, como a Novatek, também estão com as suas fábricas saturadas.

Já o preço para chips controladores de drives de estado sólido (SSDs) deverá crescer 20% nos próximos três meses. Isso porque as fabricantes dessas peças não estão conseguindo suprir a demanda do mercado.

O resultado final deve ser um aumento de 5% no preço de dispositivos de armazenamento, incluindo chips eMMC e UFS de tablets e celulares.

Via: Gizmo China Fonte: The Elec
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.