Créditos: Reprodução/BenCarter

Entusiasta cria SuperRT - um chip de expansão para raytracing em tempo real no SNES

O usuário trabalha no projeto há cerca de um ano e mostrou os resultados pelo Twitter

O entusiasta Ben Carter publicou em seu Twitter os avanços que tem feito com o seu chip SuperRT, que traz raytracing para o Super Nintendo Entertainiment System (SNES). Ele anexou os resultados obtidos no projeto que trabalha há cerca de um ano, de forma totalmente independente. Você pode conferir a publicação original abaixo:

No Tweet ele escreve: "SuperRT - um chip de expansão para raytracing em tempo real no SNES". Logo depois deixa o link do vídeo completo no YouTube e, sua publicação original, onde detalha o seu processo de criação. 

"A ideia surgiu quando eu estava tentando pensar em uma ideia interessante para um projeto que me ajudasse a aprender Verilog e design FPGA, e a ideia de construir um raytracer simples veio à mente (em parte inspirado por um amigo meu assustadoramente inteligente que está construindo o seu própria GPU). Um pouco mais tarde - porque às vezes meu cérebro me odeia e se delicia em inventar coisas bobas para fazer - isso se tornou “não seria interessante tentar fazer um SNES fazer raytracing?”, E assim nasceu a ideia do chip SuperRT."
- Ben Carter, criador do chip SupetRT

"A ideia surgiu quando eu estava tentando pensar em uma ideia interessante para um projeto que me ajudasse a aprender Verilog e design FPGA, e a ideia de construir um raytracer simples veio à mente (em parte inspirado por um amigo meu assustadoramente inteligente que está construindo o seu própria GPU). Um pouco mais tarde - porque às vezes meu cérebro me odeia e se delicia em inventar coisas bobas para fazer - isso se tornou “não seria interessante tentar fazer um SNES fazer raytracing?”, E assim nasceu a ideia do chip SuperRT."
- Ben Carter, criador do chip SupetRT

Carter também explica que o seu ponto de partida foi o Super FX, que já é usado em títulos como Star Fox. Nesse caso, o SNES executa a lógica do jogo e entrega uma descrição da cena para um chip no cartucho para gerar os efeitos visuais. Ele diz ainda que usou apenas um único chip personalizado, sem fazer o uso do núcleo ARM disponível na placa DE10. 

- Continua após a publicidade -

As imagens obtidas estão com baixa qualidade por causa da placa de captura de Carter, que está enfrentando problemas. Então ele fotografou a tela no escuro, literalmente. Por esse motivo não é possível ver tantos detalhes. Ele deve atualizar o vídeo assim que possível. Para acompanhar atualizações vale a pena segui-lo no Twitter

O chip SuperRT é capaz de construir a cena usando linguagem de comendo especializada. Segundo Carter, ela é executada por uma, das três unidades do chip. Assim, consegue realizar a inserção de raios. "A descrição da cena permite que os objetos sejam construídos usando um subconjunto de operações CSG, usando esferas e planos como os blocos básicos de construção e, em seguida, executando OR, AND e operações de subtração usando-os para construir a geometria desejada", explica Carter.

Todo o projeto foi feito de forma independente, com auxilio de alguns amigos e outros entusiastas. Não há o financiamento e incentivo de nenhuma empresa. Todo o desenvolvimento foi criado no tempo livre de Carter. Por esse motivo, o projeto já tem quase um ano e deve se prolongar ainda mais.

Para todas as informações de como foi o desenvolvimento e como funciona a tecnologia, acesse o artigo desenvolvido por Carter. É esperado que ele aprimore ainda mais o projeto, deixando mais eficiente. 

- Continua após a publicidade -

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: ShironeKolabs
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.