Créditos: Divulgação/Codemasters

Codemasters aceita nova proposta da Electronic Arts e será vendida por US$ 1,2 bilhão

Anteriormente, estúdio havia aceitado uma proposta da Take-Two Interactive de cerca de US$ 980 milhões
Por Pedro Henrique 14/12/2020 10:30 | atualizado 14/12/2020 10:30 Comentários Reportar erro

Durante o mês de novembro, surgiu a surpreendente notícia da venda da Codemasters, uma das principais desenvolvedoras relacionadas a jogos de corrida, para a Take-Two pelo valor de 750 milhões de libras. O estúdio britânico faria parte do grande portfólio da publicadora, que é responsável por outros grandes dois estúdios - 2K Games e Rockstar, entretanto, a venda ganhou uma grande reviravolta neste final de ano.

Nesta segunda-feira (14), a Codemasters anunciou que está desistindo da proposta feita pela Take-Two Interactive em prol de uma nova oferta oferecida pela gigante Electronic Arts. A informação, que surgiu inicialmente como rumor, foi confirmada por ambas a partes, sendo confirmado o valor de venda do estúdio de cerca de US$1,2 bilhão.

No comunicado, o estúdio britânico diz que essa nova proposta feita pela EA permitirá atingir sua ambição de ser o "líder de mercado na categoria de jogos de corrida", e que se beneficiará de todos os recursos oferecidos pela nova publicadora.

A Codemasters acredita firmemente que a empresa se beneficiaria do conhecimento, dos recursos e da ampla escala global da EA - tanto em geral quanto especificamente no setor de corrida. Sentimos que esta união proporcionaria um futuro empolgante e próspero para a Codemasters, permitindo que nossas equipes criem, lancem e atendam jogos maiores e melhores para um público extremamente apaixonado

Com essa grande reviravolta, agora a EA é responsável por um respeitável catálogo de jogos, agora contando com franquias como DiRT, GRID e OnRush. Além disso, a publicadora vê a volta da Slightly Mad Studios, conhecida desenvolvedora da série Project CARS e que havia sido adquirida pela Codemasters em 2019, ao seu vasto portfólio, visto que a desenvolvera já fez parte da empresa durante os anos de 2009 a 2012, sendo responsável pelos jogos da série Need for Speed Shift.

- Continua após a publicidade -

Por fim, talvez uma das aquisições mais interessantes para a Electronic Arts diz sobre a licença oficial dos games da Fórmula 1. A franquia, que é atualmente o carro-chefe da Codemasters desde 2009, retornará as mãos da EA Sports, visto que a licença pertenceu aos estúdios de esportes da EA durante o início dos anos 2000.

Já sobre o lado derrotado, a Take-Two enviou um comunicado a imprensa dizendo que "está considerando sua posição em relação à Codemasters e um novo anúncio será feito quando apropriado". A publicadora ainda pode fazer uma contra-proposta maior sob o que foi oferecido pela EA, mas parece um cenário pouco provável.

Segundo a Electronic Arts, caso não haja nenhum empecilho, a compra da Codemasters será concretizada até o primeiro trimestre de 2021.

Fonte: VGC, Eurogamer
Assuntos
Tags
  • Redator: Pedro Henrique

    Pedro Henrique

    Formado em Informática e tecnólogo em Jogos Digitais, amante de games (principalmente os de corrida), curte uns hardwares e assim como Pink e o Cérebro, buscando o plano para dominar o mundo.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.