Créditos: Reprodução/ TechPowerUp

Apple pode estar trabalhando em processadores de 32 núcleos com gráficos dedicados

Relatório da Bloomberg aponta que os módulos gráficos são melhores que os da AMD e NVIDIA

Um novo relatório da Bloomberg afirma que a Apple está trabalhando em variantes de chips de 8,12, 16 e, até 32 núcleos. Segundo fontes próximas a linha de produção, a empresa estaria desenvolvendo opções de alto desempenho. Possivelmente, a opção com mais núcleos deve integrar os seus sistemas de desktops, o Mac Pro de próxima geração, com gráficos dedicados que podem superar as opções da NVIDIA e AMD.  

A Bloomberg não menciona quais são as suas fontes de informação. Apesar de ser um site conhecido por ter informações privilegiadas da indústria, nada ainda foi confirmado pela Apple e deve ser lido como uma possibilidade, que pode ou não ser confirmada posteriormente. É necessários que aconteçam outras confirmações para saber com certeza quais são os planos da norte americana. 

O que mais chama a atenção é o fato da empresa poder estar trabalhando em um chip de 32 núcleos. Os rumores indicam que ele deve ser lançado como um sucessor dos sistemas de desktop high-end de 28 núcleos da Apple, com CPUs Intel, o M1. Esse chip foi um grande sucesso, tendo um ótimo desempenho. Não tem como saber quantos pequenos núcleos esse próximo chip teria. É esperado que ele traga designs de CPU híbrida. 

Atualmente, a Apple usa GPUs dedicadas da AMD, que estão presentes tanto em seus notebooks, como em estações de trabalho completas. As especulações são de que, não somente a Intel será substituída, como a própria dona da Navi 12, usada nos últimos Macbook Pro de 16 polegadas. O que os rumores indicam é que a empresa irá trazer soluções gráficas de 16 e 32 núcleos para seus notebooks. 

Outra especulação é de que a Apple pode trazer soluções de GPU de 64 e 128 núcleos para seus desktops. De acordo com o relatório da Bloomberg, essas opções devem ser "várias vezes mais rápidas que os atuais módulos gráficos da AMD e NVIDIA".

- Continua após a publicidade -

Caso as intenções se confirmem, a Apple pode tomar liderança no mercado de gráficos integrados. Já se sabe que a Intel também está investindo muito no setor. Caso as especificações se confirmem, isso pode consolidar a norte americana com grande vantagem no setor, especialmente para criadores de conteúdo e designers. 

Se as informações da Bloomberg se confirmarem, esses chips devem ser anunciados no final de 2021, para começarem a ser distribuídos em 2022. Lembrando que nada foi confirmado e todas as informações ainda são especulações. 

Via: VideoCardz, TechPowerUp Fonte: Bloomberg
Tags
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.