Créditos: Activision

Franquia Call of Duty bate recorde e alcança US$ 3 bilhões em vendas no ano

Lineup formado por COD Mobile, Warzone e Black Ops Cold War garantiu mais de 200 milhões de jogadores para a série em 2020

Call of Duty costuma ter números expressivos anualmente, mas 2020 foi um ano ainda mais forte para a série de jogos de tiro. Segundo a Activision, a franquia bateu recordes e ultrapassou US$ 3 bilhões em receita de vendas nos últimos 12 meses.

O motivo para a alta arrecadação é o novo modelo de negócios da companhia e o lineup de jogos da série. Atualmente, a Activision mantém COD Mobile, Call of Duty Warzone e Call of Duty Black Ops Cold War com atualizações e itens para compra in-game. 

A oferta extensa de produtos garantiu um crescimento de 80% na receita das vendas durante o ano, além de um crescimento de 40% em comparação ao mesmo período de 2019. Além da grana, a empresa também conseguiu uma base de jogadores bem grande: ao todo, os títulos da franquia contam com mais de 200 milhões de usuários.

"Tanto em consoles como em PC, a franquia entregou os maiores números de horas jogadas de sua história neste ano, assim como o maior número de jogadores e horas mensais em um mês de Novembro", explica a Activision. 

Continuidade de Warzone

Um dos maiores sucessos entre o lineup é Call of Duty Warzone. O modo battle royale gratuito já conta com 85 milhões de jogadores desde que chegou ao mercado, em março. 

- Continua após a publicidade -

O lançamento do modo gratuito deu uma sobrevida para Call of Duty Modern Warfare, que agora será substituído por Black Ops Cold War nas atualizações de conteúdo. Agora em dezembro, a Activision lançará a primeira Season com novidades para o novo título da franquia.

Com a mudança, Call of Duty Warzone vai acompanhar as atualizações de conteúdo de Black Ops Cold War. Vale ressaltar, porém, que o título manterá as características de jogabilidade inspiradas em COD: Modern Warfare.

  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.