Patente da Sony apresenta console que pode ser o PS5 Pro com duas GPUs

Além disso, os documentos apresentam um dispositivo com foco em computação na nuvem

A briga pela nova geração de consoles mal começou e a Sony já pode ter dado mais informações sobre seu próximo passo. Isso porque foi encontrada uma patente registrada ano passado pela empresa, nela revela-se um plano ambicioso de console com duas GPUs.

Apesar de lembrar bastante as configurações de PC com SLI da Nvidia e o CrossFire da AMD, a tecnologia apresentada pela gigante japonesa é um pouco mais elaborada do que a utilizada no PC.

Na patente é detalhado como funcionaria o trabalho entre as GPUs para renderizar um único quadro simultaneamente ou apenas dividir o quadro em dois e alimentá-lo para as duas unidades de GPU. 

“Em um ambiente de simulação multi-GPU, o gerenciamento de buffer de quadro pode ser implementado por múltiplas GPUs renderizando respectivos quadros de vídeo ou renderizando respectivas porções de cada quadro de vídeo. Uma das GPUs controla a saída de quadro HDMI em virtude de receber informações de quadro de outra (s) GPU (s) e ler quadros completos por meio de uma porta de saída HDMI fisicamente conectada. Ou, as saídas das GPUs podem ser multiplexadas juntas.”
- Afirma a Sony nos documentos de sua patente.

Basicamente o funcionamento da dual-GPU funcionaria como um “golpe duplo”. A primeira placa se encarrega de renderizar a parte dos gráficos e após isso o trabalho é passado à segunda placa, que continua de onde a outra parou para complementar a imagem.

- Continua após a publicidade -

Visite o site oficial do Playstation 5.


Créditos: Patente em Free Patents Online / Sony Interactive Entertainment LLC

Na patente há uma menção de uma variante de console de última geração mais rápido e com armazenamento maior, utilizando as duas GPUs. Com isso a Sony pode realmente estar seguindo sua linha que foi utilizada no PS4, lançando um modelo mais potente.

Utilizar duas placas gráficas é uma prática que muitos usuários do PC faziam, mas por não oferecer um grande aumento de desempenho pelo custo nas placas mais recentes, essa prática está se tornando cada vez menos utilizada.

Caso a Sony consiga fazer seu sistema de dual-GPU funcionar de forma estável para o lançamento do PS5 Pro, o console conseguiria entregar facilmente experiências 4K a 120 fps, até durante a utilização de VR.

- Continua após a publicidade -


Créditos: Patente em Free Patents Online / Sony Interactive Entertainment LLC

Na patente também é falado sobre a utilização da nuvem, que iria querer um dispositivo adicional com sensores como NFC, GPS, IR blaster, biossensores, sensores meteorológicos e outros enfeites. Quando conectado ao console, esse dispositivo permitiria a realização de computação na nuvem. Porém em nenhum momento é citado para que serve todos os sensores que estão equipados neste dispositivo.

É importante lembrar que uma patente não é garantia de lançamento de dispositivo algum. Esse pode ser um sistema que a empresa apenas está testando, podendo já ter sido descartado ou não. O que resta agora é esperar para ver os próximos passos da Sony.

Via: GSMArena, Collider Fonte: FreePatentsOnline
  • Redator: Willian Ferreira

    Willian Ferreira

    Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.