AMD ressuscitará linha FX com a geração Bulldozer?

De acordo com um rumor que estÁ circulando pela a web, a AMD deverÁ ressuscitar a linha especial FX com a nova geração Bulldozer.

Para quem não sabe, o Bulldozer é o passo mais importante da AMD dos últimos anos. OS novos processadores contarão com núcleos encapsulados em 4 módulos, cada um composto de dois núcleos inteiros independentes que compartilham as funcionalidades e recursos de fetch, decode e L2, com registradores dedicados, uma unidade de ponto flutuante com 2 canais FMAC de 128 bits com um registrador FP. Com até 8 núcleos, a nova geração receberÁ um aumento de 77% na quantidade de memória cache, passando dos atuais 9MB para 16MB, sendo 8MB de memória unificada L3 e outros 8MB de L2, com 2MB para cada um dos 4 módulos dual-core.

Desde 2006 que a AMD não utilizava a nomenclatura FX em seus produtos. O último processador a receber tal "selo" foi o Athlon 64 FX-70. Pelo que se comenta, a companhia optou em "adormecer" o nome, um vez que seus produtos não tinham poder de fogo suficientes para bater de frente com a linha Core i7 Extreme. Desta forma, a volta da nomenclatura é um forte indicativo da confiança que a AMD tem com o Bulldozer.

- Continua após a publicidade -


Pelo que se comenta, a versão TOP com 4 módulos e 8 núcleos farÁ parte da série Vision Black FX. JÁ os modelos intermediÁrios de 2 módulos e 4 núcleos e 3 módulos e 6 núcleos receberão a chancela Ultimate Vision FX.

A nova geração Bulldozer estÁ prevista para chegar ao mercado em abril, trazendo uma litografia mais refinada em 32nm, sendo compatível com a nova geração de chipsets da série 9 da AMD (socket AM3+).

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Um dos maiores hypes dos games chegou. Como você vai em Cyberpunk 2077

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.