Créditos: AMD

AMD pretende entregar 50% a mais de desempenho gráfico por watt com Zen 4 e RDNA 3

Fontes do TweakTown dizem que "a Intel não terá com o que lutar pelo menos até 2022"
Por Saori Almeida 11/11/2020 11:01 | atualizado 11/11/2020 19:20 Comentários Reportar erro

A AMD lançou recentemente a nova arquitetura Zen 3, presente na série de processadores Ryzen 5000, mas nem de longe relaxou em seus planos para o futuro. De acordo com fontes de Anthony Garreffa, do TweakTown, "a Intel não terá nada com que lutar contra a AMD de forma adequada, para garantir o domínio, pelo menos até 2022".

A AMD reafirmou que está comprometida em oferecer o mesmo aprimoramento de desempenho gráfico por watt que entregou com a linha de GPUs RDNA 2 para sua  próxima leva de produtos gráficos Radeon RX RDNA 3.Em uma nova entrevista entre Rick Bergman, vice-presidente executivo da AMD, e a equipe do The Street , o executivo afirmou que:

" [..] Se você olhou nosso documento técnico sobre a Zen 3, foi essa longa lista de coisas que fizemos para conseguir esses 19% (de ganho de IPC). O Zen 4 terá uma longa lista semelhante de coisas, onde você olha para tudo, desde os caches até a previsão do branch, (até) o número de portas no pipeline de execução. Tudo é examinado para espremer mais desempenho. Certamente, o processo (de fabricação) abre uma porta adicional para (obtermos) melhor desempenho por watt e assim por diante, e vamos tirar proveito disso também".

" [..] Se você olhou nosso documento técnico sobre a Zen 3, foi essa longa lista de coisas que fizemos para conseguir esses 19% (de ganho de IPC). O Zen 4 terá uma longa lista semelhante de coisas, onde você olha para tudo, desde os caches até a previsão do branch, (até) o número de portas no pipeline de execução. Tudo é examinado para espremer mais desempenho. Certamente, o processo (de fabricação) abre uma porta adicional para (obtermos) melhor desempenho por watt e assim por diante, e vamos tirar proveito disso também".

De acordo com a AMD, as Radeon baseadas em RDNA 2 oferecem uma melhoria de 50% no desempenho por watt em relação as suas predecessoras.

- Continua após a publicidade -

"É muito importante de várias maneiras, porque se sua energia for muito alta - como vimos de nossos concorrentes - de repente nossos usuários em potencial terão que comprar fontes de alimentação maiores, soluções de refrigeração muito avançadas. E de várias maneiras, o mais importante, isso realmente aumenta substancialmente a [lista de materiais] da placa. Esta é uma perspectiva de desktop. E, invariavelmente, isso significa que o preço de varejo aumenta ou o custo da GPU tem que cair".

"É muito importante de várias maneiras, porque se sua energia for muito alta - como vimos de nossos concorrentes - de repente nossos usuários em potencial terão que comprar fontes de alimentação maiores, soluções de refrigeração muito avançadas. E de várias maneiras, o mais importante, isso realmente aumenta substancialmente a [lista de materiais] da placa. Esta é uma perspectiva de desktop. E, invariavelmente, isso significa que o preço de varejo aumenta ou o custo da GPU tem que cair".

Sabemos pouco sobre RDNA 3 no momento, mas uma informação considerada certa é que ela será baseada em uma litografia mais avançada. Portanto, podemos esperar EUV de 7nm ou 5nm. Para a Zen 4, Rick Bergman reconhece que, assim como RDNA 3, a arquitetura de CPU de próxima geração fará uso total do nó de processo de 5 nm.

Os CPUs Ryzen de próxima geração da AMD baseados na arquitetura Zen 4 serão os primeiros a oferecer suporte ao soquete AM5 e devem adotar memória DDR5 junto com melhorias nas placas para os CPUs e também para a própria plataforma. 

- Continua após a publicidade -

O executivo da AMD também revelou que a AMD tem como alvo 1440p como a resolução padrão para sua solução de ray tracing. 

Via: Wccftech, TweakTown
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.