Créditos: Reprodução | The Verge

CPU Rocket Lake supera Core i9-10900k com 18% a mais de performance single-core

Resultados podem vir da suposta melhoria de IPC de dois dígitos para CPU da próxima geração

A Intel já vem soltando alguns spoilers sobre a próxima geração de processadores Rocket Lake - e, com novos benchmarks aparecendo, podemos começar a ver alguns ganhos de performance interessantes. Se os resultados do UserBenchmark (divulgados por Tum_Apisak) forem precisos, poderemos observar melhorias de até 21%.

A CPU-amostra testada recentemente era uma octa-core, possivelmente a principal da próxima linha Intel Core. A "bancada" utilizada contou com uma placa-mãe Z590-A PRO-12VO (MS-7D10) da MSI.

Como o Tom'sHardware adiciona, o nome de modelo da mainboard - destaque para o 12VO - pode estar se referindo à especificação ATX12VO da Intel, que visa substituir o conector de alimentação de 24 pinos por um de 10 pinos. 

Até onde sabemos, os processadores Rocket Lake trarão até oito núcleos Cypress Cove e 16 threads, com supostos clocks base de 3,4 GHz e boost de 4,2 GHz. Nesse contexto, o Core i7-10700K (clock base de 3,8 GHz e boost de 5,1 GHz) seria a comparação direta para esse CPU.

- Continua após a publicidade -

Com relação ao Core i9-10900K, existe uma "desvantagem" de dois núcleos, mas o processador não identificado superou em 18% o atual topo de linha da Intel em teste single-core. O Core i9-10900K tem um clock base de 3,7 GHz e boost de 5,3 GHz e, apesar de ter dois núcleos a mais, foi relatado como apenas 4% mais rápido do que a amostra Rocket Lake.

Voltando à comparação direta, o processador Rocket Lake octa-core entregou desempenho single-core 21% maior do que o Core i7-10700K. No entanto, ficou apenas 7% mais rápido do que o Core i7-10700K em termos de desempenho de multi-core.

Esses resultados podem ser consequência da suposta melhoria de IPC de dois dígitos para os componentes Rocket Lake - informação vinda da própria Intel. Porém, nesse caso devemos levar em consideração que:

- Continua após a publicidade -

1) É um hardware não lançado, então o próprio software supostamente não estaria se comportando como o de um produto final.
2) O UserBenchmark não está entre as opções de benchmark mais renomadas quando se trata de credibilidade.
3) Este é um de múltiplos benchmarks que podem - e provavelmente vão - aparecer antes do lançamento oficial. 

A Intel lançará os processadores Rocket Lake no primeiro trimestre de 2021, e precisa mais do que nunca modelos com bom desempenho para enfrentar a crescente acessão dos modelos Ryzen, especialmente com os Ryzen 5000 chegando como melhores processadores já lançados para o mercado doméstico.

Via: Tomshardware
Tags
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.