Créditos: AMD

AMD diz que está trabalhando em solução para rivalizar com Nvidia DLSS

A função será aberta e também deve aparecer nos consoles de nova geração, o PS5 e Xbox Series X e S

A AMD lançou hoje as placas de vídeo da série RX 6000. Enquanto os produtos impressionam no desempenho bruto e batem de frente com as GPUs mais fortes da Nvidia, a empresa não mostrou comparativos de Ray Tracing e não deu uma resposta ao DLSS, uma das principais tecnologias da concorrente.

Em um comunicado enviado ao The Verge, porém, a empresa disse que não está parada e vai brigar para ganhar espaço no mercado de placas voltadas para Ray Tracing com 4K. Segundo o site, a AMD pretende lançar um concorrente para o DLSS e a tecnologia já está sendo testada pela empresa. 

Para quem não está por dentro do assunto, DLSS é uma sigla para "deep learning super sampling". A função está disponível nas GPUs RTX da Nvidia e ajuda a placa de vídeo a economizar desempenho para atingir melhores taxas de quadro com Ray Tracing e jogos em 4K.

A ferramenta da Nvidia utiliza inteligência artificial renderizar o jogo em uma resolução inferior e ampliar a imagem para resoluções maiores. Em sua versão atual, a ferramenta diminui a carga de trabalho da placa de vídeo sem ter perdas significativas na qualidade visual. O recurso é essencial nas GPUs RTX para garantir o funcionamento do Ray Tracing em resolução 4K e acima dos 60 frames por segundo.

Tecnologia aberta e presença nos consoles

A AMD não forneceu detalhes de como será feita a implementação da tecnologia rival do DLSS, mas disse que a novidade seguirá um padrão aberto. Assim, qualquer desenvolvedor e até mesmo a Nvidia poderá utilizar a função.

- Continua após a publicidade -

Segundo explica o The Verge, a empresa também pode levar a tecnologia futuramente para o PS5 e Xbox Series X e S, já que os consoles da atual geração contam com hardware feito em RDNA 2. Assim como no PC, a adoção da ferramenta de upscaling pode ser útil para disseminar o uso do Ray Tracing nos games em resoluções mais altas. 

O The Verge aponta que a AMD está trabalhando com diversos parceiros para a implementação da tecnologia que vai rivalizar com o DLSS. Porém, o site indica que a função não estará disponível no lançamento das GPUs, que chegam em novembro e dezembro ao mercado. Ou seja, possivelmente teremos mais notícias sobre o assunto a partir do final do ano.

Apesar de não ter fornecido grandes detalhes sobre o Ray Tracing e o rival do DLSS nas GPUs RX 6000, a AMD apresentou um conjunto de tecnologias para as suas novas GPUs hoje. As placas de vídeo chegarão ao mercado com ferramentas como Rage Mode, um overclock facilitado via software, e também um cache que dá boost na performance quando a placa está trabalhando com CPUs da linha Ryzen 5000.

Via: The Verge
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.