Créditos: Reprodução/ WePC

NVIDIA pode migrar GPUs Ampere para processo de 7nm da TSMC [RUMOR]

Um novo relatório indica que a empresa está cogitado lançar novos modelos em 2021

Um novo relatório divulgado pelo DigiTimes revela que a NVIDIA irá transferir a fabricação de seus chips Ampere para a litografia de 7nm da TSMC. A mudança é a saída do processo de 8nm da Samsung, para o de 7nm da TSMC. Não é revelado qual a fonte da informação, apenas é relatado que são mencionados "fontes da indústria".

Para começar, é preciso considerar que as informações dessa publicação tem como fonte a DigiTimes, traduzida pela TechPowerUp. O site chinês é muito conhecido por ter informações antecipadas da indústria, que geralmente são corretas. Geralmente não é sempre, portanto leve tudo com um pouco de desconfiança. Ainda não há nenhum comunicado oficial sobre essa migração.

Não fica claro qual seria o motivo dessa mudança. O site TechPowerUp levanta algumas possibilidades. A primeira seria maior capacidade de produção em 7nm, uma vez que muitos clientes da TSMC estão migrando para o processo de 5nm. Assim, "sobraria" uma grande parte da produção que poderia ser dedicada para as GPUs Ampere. A segunda possibilidade é a redução dos preços.

Há algumas especulações de que a TSMC não quis reduzir os seus valores, muito por não considerar que haveria outra grande fabricante de semicondutores que supriria a demanda da NVIDIA. Mas, a empresa firmou parceria com o processo de 8nm da Samsung, que contornou o problema. Por ver a concorrência, a TSMC poderia ter flexibilizado os valores, tornando um negócio mais lucrativo para a dona das GeForce.

- Continua após a publicidade -

Vamos lembrar que tudo isso são especulações. Não foi revelado nenhum possível motivo plausível para essa migração, portanto essas são apenas algumas possibilidades, que ainda não foram confirmadas e que podem não ser reais.

Fazer a migração poderia causar alguns problemas para o processo de fabricação. Primeiramente, a NVIDIA precisaria modificar algumas partes do projeto, como o fornecimento de energia, por exemplo. Isso poderia fazer algumas pequenas modificações no desempenho da GPU. Provavelmente seria para melhor, o que tornaria um tanto injusto para os primeiros clientes.

Há a possibilidade de fazer essa migração de forma silenciosa, sem informar para os seus usuários que o processo de fabricação sofreu modificações. Mas, ficaria muito inconsistente para os clientes. Isso porque o mesmo chip, com a mesma arquitetura, poderia ter modificações no desempenho, dependendo o lote que foi comprado. 

O que poderia acontecer de forma mais transparente, é uma nova linha sendo anunciada em 7nm. Por exemplo, a NVIDIA podia simplesmente anunciar novos modelos, como uma RTX 3070 SUPER, por exemplo. Isso já é algo amplamente feito, e que indica pequenas modificações na GPU. O desempenho ganha um pouco e o preço pode não ser muito diferente, dependendo de como a empresa decidir fazer esse processo.

- Continua após a publicidade -

Pode ser que, no próximo ano, novos produtos sejam anunciados, como também que esse relatório não seja real. Tudo ainda é um grande rumor.

Via: TechPowerUp
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

Bingo pré-lançamento Radeon RX 6000. A Big Navi vai ser:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.