Créditos: Reprodução | Notebookcheck

ClockTuner para AMD Ryzen 3000 de 1usmus já está disponível - Mais desempenho e eficiência!

Segundo desenvolvedor, a ferramenta é compatível com todas as mainboards AM4 e será gratuito

O aguardado ClockTuner para CPUs AMD Ryzen 3000 (ou apenas CTR) de Yuri Bubliy, mais conhecido na comunidade de tecnologia como 1usmus, já está disponível para download. A nova ferramenta, além de oferecer mais desempenho para os CPUs Ryzen baseados em Zen 2 (que incluem as CPUs Ryzen 3000 e Ryzen Threadripper de 3ª geração), também melhora a eficiência desses processadores, reduzindo o consumo de energia.

Foi explicado que o CTR aumentará o desempenho geral dos processadores Zen 2 da AMD, porque essa microarquitetura tem mais versatilidade em ajustar individualmente os CCX. Ao executar uma subtensão em cada CCX, os processadores Zen 2 mostraram não apenas rodar mais rápido, mas também apresentaram menos aquecimento. Isso também diminui o consumo geral de energia, enquanto a CPU pode manter um estado ativo para todas as tecnologias de economia de energia.

Outra característica é o Overclocking inteligente, que avalia a qualidade de cada CCX e ajusta as frequências individualmente. Porém, como essa ferramenta é toda automatizada, os usuários não precisarão se preocupar em realizar as partes complicadas manualmente.

O ClockTurner para CPUs AMD Ryzen pode ser baixado nos links abaixo:

Guia introdutório do Guru3D Sobre o CTR (em inglês)

- Continua após a publicidade -

- ClockTuner For Ryzen 1.0 (Google Drive Link)
- ClockTuner For Ryzen v1.0 (Guru3D Direct Link)

O Guia de instalação do ClockTuner v1.0 e processadores compatíveis estão citados abaixo:

Requisitos do sistema e preparação para o trabalho

- Windows 10 x64 1909-2004 e mais recentes (digite ‘winver’ para revelar rapidamente a versão do seu sistema operacional);
- Processador AMD Ryzen com arquitetura Zen 2 (Renoir temporariamente não é compatível);
- BIOS com AGESA Combo AM4 1.0.0.4 (e mais recente);
- .NET Framework 4.6 (e mais recentes);
- Voltagem da CPU - Auto (BIOS);
- Multiplayer CPU - Auto (BIOS);
- SVM (Virtualização) - desabilitado (BIOS, opcional);
- Spread Spectrum - desabilitado (BIOS, opcional);
- Ryzen Master 2.3 (usa o driver para monitoramento);
- Overclocking de RAM estável ou XMP estável.

- Continua após a publicidade -

O próximo conjunto de requisitos também é obrigatório e se aplica às configurações de UEFI (BIOS). Como o sucesso do CTR depende muito das capacidades do VRM da placa-mãe, precisamos fazer uma espécie de base no UEFI (BIOS) para proteger o processo de ajuste do sistema a partir do BSOD.

A configuração mais importante é a LLC (Load Line Calibration). Minhas recomendações são as seguintes:

- ASUS - LLC 3 ou LLC 4;
- MSI - LLC 3;
- Gigabyte - na maioria dos casos Turbo, mas também pode ser Automático;
- ASRock é Auto ou LLC 2; É importante ressaltar que o CTR é medíocre compatível com as placas-mãe ASRock, já que todos os modos LLC mostram Vdroop anormalmente alto;
- Biostar - Nível 4+.

Recomenda-se usar configurações adicionais para proprietários de placas-mãe ASUS:

- Modo de fase - padrão;
- Modo de capacidade atual - 100%;

Componentes compatíveis com o CTR:

Para instalar o ClockTuner, é preciso baixar seu arquivo > extrair as informações no local de preferência. Além disso, instale o Ryzen Master 2.3, baixe o Cinebench R20, extraia o conteúdo na pasta "CB20" (esta pasta está localizada na pasta CTR). Execute o Cinebench R20, aceite o contrato de licença e feche o Cinebench R20.

1usmus também apresentou um pacote de teste de plug-in do Cinebench R20 que não apenas avalia o desempenho geral da CPU ajustada, mas também mostra a tensão da CPU e o consumo de energia como parte dos testes de eficiência que foram alcançados durante a execução do Benchmark Cinebench R20.

O software CTR para CPUs AMD Ryzen é compatível com todas as placas-mãe AM4 e, mesmo que sua mainborad não suporte a configuração CCX para CCX, ela ainda funcionaria. Também foi declarado que o CTR não contém qualquer código inseguro que possa ser considerado perigoso para o sistema pelo software antivírus.

Segundo seu desenvolvedor, " o CTR será gratuito para todos usarem e oferece melhor desempenho do que a maioria dos utilitários de overclock ou técnicas automatizadas de boosting que os fornecedores de placas-mãe oferecem".


Resultados

Para "não vender gato por lebre", o próprio 1usmus forneceu resultados de dois sistemas Zen 2 usando o CTR. Um estava configurado com o Ryzen 9 3900X (ASUS Rog Crosshair VII Hero) e o outro com o AMD Ryzen Threadripper 3960X (ASUS ROG Zenith II Extreme). Ambos os sistemas foram comparados nas configurações padrão e ajustadas (CTR).

O teste ajustado do Ryzen 9 3900X registrou um aumento de 7% no desempenho e teve o consumo total de energia da CPU reduzido em 12,8 Watts. Já o AMD Ryzen Threadripper 3960X teve um aumento de desempenho de 5,2% e o consumo de energia total caiu 12 Watts.

Via: Wccftech (1), (2), Videocardz, guru3d
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.