Créditos: Divulgação/Microsoft

Microsoft compra Bethesda por US$ 7,5 bilhões para se juntar à divisão Xbox

Publicadora é responsável por games como The Elder Scrolls, Doom e Fallout
Por Mariela Cancelier 21/09/2020 10:43 | atualizado 21/09/2020 12:43 Comentários Reportar erro

[+Atualização] De acordo com o jornalista de games Jason Schreier no Twitter, Phil Spencer esclareceu que a Xbox planeja honrar o compromisso de exclusividade do PS5 para Deathloop e Ghostwire: Tokyo. Os futuros jogos da Bethesda estarão disponíveis para Xbox, PC e "outros consoles, caso a caso".

[Original] Phil Spencer, o chefe da divisão Xbox, acaba de surpreender a todos os fãs da indústria de games com a notícia de que Microsoft comprou a publicadora Bethesda, empresa responsável por grandes franquias como The Elder Scrolls, Doom e Fallout. Agora, a Bethesda faz parte do Time Xbox e deverá desenvolver exclusivos para os consoles da próxima geração da marca, incluindo o Xbox Series X e Series S que serão lançados em novembro de 2020. De acordo com apurações do site Bloomberg, o acordo de compra foi de US$ 7,5 bilhões

A notícia foi publicada oficialmente no blog da Xbox, que anunciou a compra da ZeniMax Media Inc. (dona da Bethesda) e parabenizou os times responsáveis por The Elder Scrolls, Fallout, Wolfenstein, DOOM, Dishonored, Prey, Quake, Starfield e tantos outros. Isso significa que os próximos games dessas franquias (as que tiverem continuidade, pelo menos) deverão ser exclusivos para consoles Xbox e PC Windows. Essa é uma aquisição muito importante no cenário atual, especialmente por conta da chegada dos novos consoles.

A Bethesda é uma das maiores empresas privadas de jogos, com 2.300 funcionários ao redor do mundo, de acordo com Phil Spencer no blog Xbox. Vale lembrar que em 2018 a Microsoft investiu bastante em novos criadores de jogos e conteúdo, incluindo a aquisição de seis estúdios em 2018 e outro em 2019. A empresa de softwares gastou US$ 2,5 bilhões para comprar a produtora do sucesso Minecraft em 2014.

- Continua após a publicidade -

"[..] a Bethesda foi um dos primeiros apoiadores do Xbox Game Pass, trazendo seus jogos para novos públicos em todos os dispositivos e têm investido ativamente em novas tecnologias de jogos, como streaming de jogos em nuvem. Estaremos adicionando franquias icônicas da Bethesda ao Xbox Game Pass para console e PC. Uma das coisas que mais me entusiasma é ver o planejamento com os jogos futuros da Bethesda, alguns anunciados e muitos não anunciados, para o console Xbox e PC, incluindo Starfield [...]"
- Chefe do Xbox Phil Spencer em comunicado

"[..] a Bethesda foi um dos primeiros apoiadores do Xbox Game Pass, trazendo seus jogos para novos públicos em todos os dispositivos e têm investido ativamente em novas tecnologias de jogos, como streaming de jogos em nuvem. Estaremos adicionando franquias icônicas da Bethesda ao Xbox Game Pass para console e PC. Uma das coisas que mais me entusiasma é ver o planejamento com os jogos futuros da Bethesda, alguns anunciados e muitos não anunciados, para o console Xbox e PC, incluindo Starfield [...]"
- Chefe do Xbox Phil Spencer em comunicado

Além de adquirir novos estúdios, a Microsoft está investindo em seu serviço de assinatura Game Pass para atrair usuários. De acordo com a empresa, o Game Pass agora tem 15 milhões de assinantes, passando dos 10 milhões anunciados em abril desse ano. Ainda na semana passada, o Xbox Game Pass para PC chegou no Brasil com assinatura mensal de R$ 29,99.

Jogos Deathloop e Ghostwire: Tokyo foram anunciados para estrear no PS5

Exclusivos da Sony?
Antes da compra da Bethesda, a publicadora anunciou dois novos jogos que deveriam estrear no PlayStation 5, da Sony: Deathloop e Ghostwire: Tokyo. Ambos os jogos foram anunciados como exclusivos do console por tempo limitado, o que significa que eles chegariam ao Xbox depois de um tempo. Porém, ainda não sabemos como a aquisição da Bethesda irá afetar os games anunciados para estrear no PS5.

Via: Bloomberg Fonte: Xbox
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.