Créditos: Inquirer

Site afirma que esports mobile rendeu US$ 19,5 bilhões em 2019 - deve passar o PC

Projeções dizem que renda mobile deve somar metade da renda total em jogos até 2022

O aguardado lançamento da linha RTX 3000 de GPUs Ampere da Nvidia aqueceu os espaços de discussão na internet com todo tipo de comentários - muitos deles a velha briga entre PC e consoles. Mas enquanto as plataformas "hardcore" lutam pelos holofotes, o sempre criticado segmento mobile segue rendendo cada vez mais dinheiro. O Safe Betting Sites, citando dados da Sensor Tower e da Newzoo, aponta que apenas no segmento de esports, jogos mobile renderam US$ 19,5 bilhões mundialmente em 2019.

O número é um crescimento bem considerável em relação aos US$ 15,3 bilhões conquistados em 2018, representando um incremento de 27,5%. Em termos totais de renda dos jogos na indústria de dispositivos móveis, só o segmento de esports alcançou a fatia de 26,2%.

 

 

 

Segundo o site, os números colocam os dispositivos no rumo de superar o PC no mesmo segmento, o que não é difícil de acreditar. Infelizmente, não são citados números mais recentes, mas segundo os dados divulgados, esports no PC juntou US$ 16,1 bilhões de renda em 2018.

Falando de games, no geral, o segmento de dispositivos móveis também segue fortemente aquecido. De acordo com dados da Newzoo, os celulares somram US$ 68,5 bilhões de renda na área em 2019 e as estimativas para 2020 são de um crescimento de 13,3%, levando esse número para US$ 77,2 bilhões.

- Continua após a publicidade -

E não é pra menos. Enquanto o investimento médio no PC e nos consoles é consideravelmente maior pra jogar, os celulares estão conseguindo juntar essas rendas colossais com base na quantidade mesmo. Cada vez mais pessoas têm smartphones, simples assim. Dados da Statista afirmam que vamos alcançar 3,5 bilhões de pessoas com celulares ainda neste ano. Até 2021 esse número deve ir para 3,8 bilhões, praticamente metade da população mundial.

 

 

 

Esse volume todo de pessoas se traduz em jogos somando renda. Projeções de analistas afirmam que até o final de 2020 os jogos no PC devem representar apenas 23% da renda total com jogos, enquanto consoles ficam com 31%, sobrando 46% para os smartphones. Até o fim de 2022 que as coisas ficam ainda mais surpreendentes: celulares deverão representar mais da metade de toda a renda conseguida por jogos ao redor do mundo.

Fonte: Safe Betting Sites
Tags
  • Redator: Redação

    Redação

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.