Créditos: Divulgação/ Cerebras

Cerebras mostra o maior chip do mundo com 850.000 núcleos e fabricado em 7nm

Empresa conseguiu dobrar o seu recorde, fazendo um único chip do tamanho de um wafer inteiro

A Cerebras já havia apresentado um chip com 400.000 núcleos, 1,2 trilhão de transistores de 16nm, mas a empresa continua ampliando essa capacidade. Apesar de parecer difícil superar essa marca, a empresa compartilhou seu último projeto no Hot Chips 2020. Ela informou que fez a transição para o processo de 7nm da TSMC. Isso permite que a empresa atualize sua primeira versão e aumente para 850.000 núcleos, alimentados por 2,6 trilhões de transistores.

Toda essa capacidade está embutida em um único chip, que tem o tamanho de um wafer inteiro. A empresa também confirmou que as primeiras unidades já estão prontas e em funcionamento nos seus laboratórios. 

O modelo original apresentado pela empresa era o Cerebras Wafer Scale Engine (WSE). Ele tem ainda especificações impressionantes, que elevam muito o poder de processamento. O WSE original trazia 400.000 núcleos, 1,2 trilhão de transistores de 16 nm, 46.225 milímetros quadrados de silício e 18 GB de memória on-chip. Esse tamanho é equivalente a um wafer inteiro, que imprime centenas de chips, que serão usados em centenas de máquinas diferentes.

É como se o único chip reunisse poder de processamento de vários outros combinados, fazendo com que a capacidade final seja imensa. Apesar de parecer impossível superar a capacidade do WSE original, a tecnologia dos hardwares estão com constante evolução. A fabricante de semicondutores TSMC está com um processo de 7nm estável. Esse é o mesmo usado pela AMD atualmente. 

- Continua após a publicidade -

A Cerebras usou essa tecnologia para aprimorar ainda mais o seu chip gigante. Migrando para os 7nm, foi possível mais que dobrar a capacidade de núcleos. A empresa saiu dos 400.000, atingindo os 850.000 núcleos. A desenvolvedora da tecnologia ainda não informou qual será as demais especificações. É esperado que seja possível, pelo menos, dobrar a capacidade de memória, além de reforçar as interconexões do chip para melhorar a largura de banda no chip.

A tecnologia usada pela Cerebras quebra com limitações importantes na fabricação de chips. Geralmente, as empresas são limitadas à um único chip de processador monolítico. O atual Wafer Scale Engine (WSE) faz com que as matrizes no wafer consigam ser integradas por meio de um tecido de comunicação, permitindo que todas as unidades funcionem como um, de forma coesa e eficiente. 

O resultado final é o maior chip do mundo atualmente. Para comparação, esse chip da Cerebras é 55,9 vezes maior do que a maior GPU do mundo, que é a nova Nvidia A100, medindo 826mm² com 54,2 bilhões de transistores.

- Continua após a publicidade -

A empresa ainda está trabalhando nos ajustes e detalhes finais desse chip. Portanto, nem todas as especificações foram informadas. É esperado que o resultado final seja maior que o dobro do atual modelo. 

Via: Tom's Hardware
  • Redator: Ana Luiza Pedroso

    Ana Luiza Pedroso

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.