Jovem de 17 anos é preso por atacar servidores de Call of Duty

Um jovem de 17 anos de idade foi parar na prisão por ter derrubado os servidores do aclamado FPS Call of Duty: Black Ops.

A Activision acionou a polícia quando percebeu atividades suspeitas em seus servidores. As investigações apontaram que o crime havia ocorrido em solo britânico.

O jovem hacker conseguiu de alguma maneira implantar o programa "Phenom Booster" nos servidores de Call of Duty, tornando- inacessível para muitos jogadores. Foi em Manchester que as autoridades conseguiram encontrar o invasor.

O adolescente, que teve a identidade preservada por ser menor de idade,  foi acusado de violar a Lei de Mau uso de Computador.  A Activision deverÁ prosseguir com as acusações, uma vez que Call of Duty é a sua franquia de maior sucesso e uma das séries mais importantes de toda a indústria dos jogos eletrônicos.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.